Premiê da Índia anuncia plano de US$ 1,35 trilhão para estimular a economia afetada pela pandemia

© AP Photo / Manish SwarupPrimeiro-ministro indiano, Narendra Modi, participando das celebrações do Dia da Independência no Forte Vermelho em Nova Deli, Índia
Primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, participando das celebrações do Dia da Independência no Forte Vermelho em Nova Deli, Índia - Sputnik Brasil, 1920, 15.08.2021
Nos siga noTelegram
Neste domingo (15), no decorrer das celebrações do 75º aniversário da Independência da Índia do Reino Unido, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, anunciou que será lançado um plano nacional no valor de US$ 1,35 trilhão (cerca de R$ 7,1 trilhões) para estimular a economia nacional.

O plano vai se concentrar no aumento da produtividade das indústrias e na criação de empregos e "ajudará os produtores locais a serem globalmente competitivos e também a desenvolverem oportunidades de novas zonas econômicas no país", disse Modi, citado pela agência BloombergQuint.

Como resultado da pandemia, a economia indiana decresceu em 7,2% no ano fiscal que terminou em março de 2021, com as exportações caindo em US$ 290,6 bilhões (aproximadamente R$ 1,5 trilhão). Agora, o governo tem como objetivo rever as leis laborais, fazer reformas no sector agrícola, modificar as leis fiscais no contexto de riscos e inflação crescentes, informa a mídia.

Entre outros objetivos também se encontra a redução das emissões de carbono da Índia, com um maior investimento nos transportes elétricos, na energia solar e no hidrogênio verde, ou renovável. Deve ser tomando em consideração que a Índia é o terceiro maior consumidor mundial de energia e importador de petróleo, comprando cerca de 85% de suas necessidades petrolíferas no valor de US$ 162 bilhões (cerca de R$ 848 bilhões) por ano para a importação de energia.

No final, o governo indiano planeja conseguir sua independência energética até o ano de 2047.

Em seu discurso à nação, Modi relatou as conquistas de seu governo desde 2014 e elogiou a campanha de vacinação contra a COVID-19 no país, onde foram administradas mais de 500 milhões de doses da vacina de fabricação nacional, apesar de presentemente apenas 11% dos adultos indianos se encontrarem vacinados, segundo a agência AP.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала