Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Garoto encontra anel de ouro de 1.500 anos na Noruega (FOTO)

© Foto / Pixabay / MonikaPDetector de metais
Detector de metais - Sputnik Brasil, 1920, 12.08.2021
Nos siga no
O anel de ouro, datado da Era Romana ou Período das Migrações, é visto como prova de que pessoas ricas e poderosas viviam no norte europeu naquela época.

O anel, de 1.500 anos, da Era Romana foi descoberto por Sander Magnus, de apenas 12 anos de idade, que com a ajuda de um detector de metais estava procurando o anel de casamento de seu avô.

"Eu ouvi um som muito alto", afirmou à emissora NRK Sander Magnus, ao explicar como encontrou o objeto.

Seu avô, Tomas Vang, afirmou que o garoto estava procurando o anel de casamento que tinha perdido durante o inverno, ressaltando que estava feliz com a "grande descoberta".

"No primeiro momento, eu não tive reação, pois eu pensei que pudesse ser uma bijuteria ou algo parecido. Mas quando começamos a procurar, foi algo muito interessante", afirmou Tomas Vang.

Ao encontrarem o objeto, Tomas Vang e Sanders Magnus informaram os arqueólogos imediatamente.

"Nós não recebemos muitas informações deste tipo, então é um pouco especial", afirmou a arqueóloga Hanne Haugen.

De acordo com a arqueóloga, o anel é datado da Era Romana ou do Período das Migrações.

"Parece que ele era originalmente um pequeno anel de ouro. Há finas tranças em linhas de ouro, que interpretamos como uma forma de pagamento em ouro. Provavelmente, isto seria simplesmente uma espécie de moeda para pagamentos de bens e serviços [...] Isto indica que havia pessoas que tinham recursos, relativamente poderosas ou ricas. Há muito ouro neste anel [...]", afirmou.

Após passar por raios X e uma limpeza, o anel vai para o Museu de Ciência da Universidade NTNU.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала