China acelera certificação de pilotos e eleva capacidades de combate noturno em porta-aviões

© AFP 2022 / STR O Liaoning é o único porta-aviões da Marinha da China. Inicialmente, o navio foi construído para a União Soviética como porta-aviões Riga da classe Kuznetsov. Após a dissolução da União Soviética, o navio foi comprado pela China em 1998, reconstruído e entrou em serviço da Marinha do Exército de Libertação Popular da China sob o nome de Liaoning em 2012
O Liaoning é o único porta-aviões da Marinha da China. Inicialmente, o navio foi construído para a União Soviética como porta-aviões Riga da classe Kuznetsov. Após a dissolução da União Soviética, o navio foi comprado pela China em 1998, reconstruído e entrou em serviço da Marinha do Exército de Libertação Popular da China sob o nome de Liaoning em 2012 - Sputnik Brasil, 1920, 09.08.2021
Nos siga noTelegram
Durante a última viagem realizada pelo porta-aviões Liaoning, os pilotos-instrutores de caças da Aviação Naval do Exército de Libertação Popular (ELP) receberam certificação para operar em porta-aviões durante a noite.

Isto significa que o porta-aviões da China vai capacitar os pilotos para operações de combate noturno mais rapidamente do que antes, segundo o jornal Global Times.

Os pilotos, a bordo de caças J-15, operaram e pousaram no convés de voo do porta-aviões Liaoning durante a noite e com condições climáticas adversas.

© AP Photo / Vincent YuPorta-aviões chinês Liaoning do Exército de Libertação Popular (ELP) da China
China acelera certificação de pilotos e eleva capacidades de combate noturno em porta-aviões - Sputnik Brasil, 1920, 09.08.2021
Porta-aviões chinês Liaoning do Exército de Libertação Popular (ELP) da China

Além de capacitar os pilotos para operações de combate noturno, a certificação também os torna mais eficientes, segundo o jornal chinês.

"O maior desafio do pouso em um porta-aviões durante a noite é a baixa visibilidade, sem um ponto de referência ao redor, contando apenas com as luzes de instruções no porta-aviões para pousar com precisão no pequeno convés de voo [...]", afirmou um oficial chinês.

De acordo com o especialista militar Yin Zhuo, em outras Marinhas que operam porta-aviões, como as dos EUA e França, aproximadamente 60% dos pilotos estão qualificados para operações noturnas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала