EUA concluem que drone responsável por ataque ao petroleiro Mercer Street é iraniano

© REUTERS / JOHAN VICTORMercer Street, petroleiro de bandeira liberiana administrado pela israelense Zodiac Maritime que foi atacado na costa de Omã. Foto de arquivo
Mercer Street, petroleiro de bandeira liberiana administrado pela israelense Zodiac Maritime que foi atacado na costa de Omã. Foto de arquivo - Sputnik Brasil, 1920, 06.08.2021
Nos siga noTelegram
Uma investigação conduzida pelo Comando Central dos EUA concluiu que o Irã foi o responsável pelo ataque que matou dois tripulantes do navio Mercer Street.

O Comando Central dos EUA (Centcom, na sigla em inglês) disse nesta sexta-feira (6), que os Estados Unidos concluíram que o drone que atacou o Mercer Street, petroleiro administrado pelo bilionário israelense Eyal Ofer, na costa de Omã foi fabricado no Irã.

"Especialistas americanos concluíram com base nas evidências de que o veículo aéreo não tripulado [UAV, sigla em inglês] foi produzido no Irã", disse o Centcom em um comunicado à imprensa.

Ataque ao navio Mercer Street

Em 30 de julho, o petroleiro Mercer Street foi atacado por um drone equipado com um explosivo militar, matando dois tripulantes: o comandante do navio, um cidadão romeno, e um segurança britânico.

Na ocasião, Teerã negou categoricamente ter algo a ver com o ataque ao Mercer Street no golfo de Omã. O Centcom acrescentou que o petroleiro foi alvo de dois ataques de drones mal sucedidos ainda no dia anterior.

O Reino Unido e Israel apoiam as conclusões dos EUA em sua investigação do ataque, disse o comunicado.

© REUTERS / Rula RouhanaPetroleiro Mercer Street, atacado ao largo da costa de Omã, perto dos Emirados Árabes Unidos, 3 de agosto de 2021
EUA concluem que drone responsável por ataque ao petroleiro Mercer Street é iraniano - Sputnik Brasil, 1920, 06.08.2021
Petroleiro Mercer Street, atacado ao largo da costa de Omã, perto dos Emirados Árabes Unidos, 3 de agosto de 2021

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse na semana passada que os três países se consultaram para determinar uma resposta apropriada contra o Irã.

Israel, Reino Unido, Libéria e Romênia, em duas cartas separadas ao Conselho de Segurança da ONU, disseram acreditar que o Irã foi o responsável pelo ataque. O Irã, por sua vez, disse que não recebeu nenhuma prova de seu envolvimento no ataque.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала