Sanções dos EUA e acordo nuclear: especialistas discutem problemas com que Raisi terá de lidar

© REUTERS / WANA NEWS AGENCYEbrahim Raisi, possível novo presidente do Irã, gesticula após votar durante as eleições presidenciais em uma seção eleitoral em Teerã, Irã, em 18 de junho de 2021
Ebrahim Raisi, possível novo presidente do Irã, gesticula após votar durante as eleições presidenciais em uma seção eleitoral em Teerã, Irã, em 18 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.08.2021
Nos siga noTelegram
Ebrahim Raisi, presidente eleito do Irã, vai tomar oficialmente posse na próxima terça-feira (3), passando a ser o principal responsável pelo monitoramento dos desafios econômicos e sociais do país.

Raisi, de 60 anos, terá também de decidir como agir quanto às conversações sobre o acordo nuclear abandonado unilateralmente pelos EUA em 2018. Porém, os desafios econômicos colocados pelas sanções norte-americanas à nação persa vão ser o principal desafio para o novo presidente, de acordo com Clement Therme, pesquisador do Instituto da Universidade Europeia, na Itália.

"Seu principal objetivo será melhorar a situação econômica [nacional], reforçando as relações econômicas da República Islâmica com os países vizinhos [...] O objetivo seria a construção de um modelo de negócios que protegesse o crescimento econômico do Irã das políticas e decisões norte-americanas", explicou Therme, citado pelo The Times of Israel.

Therme também acredita que a prioridade de Raisi será "remover as sanções dos EUA", de modo a que Teerã possa investir no comércio com seus vizinhos e outros Estados não-ocidentais, tais como a China e a Rússia.

Já na questão do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), o novo presidente iraniano teria declarado que não negociará com os restantes membros do acordo e indiretamente com os EUA, informa a mídia israelense.

Seu governo está comprometido em apoiar conversações que "garantam os interesses nacionais", declarou Ebrahim Raisi.

Sabendo disso, segundo o economista reformista Saeed Laylaz, o futuro do acordo nuclear sob presidência de Raisi será um dos principais fatores que vai ditar o destino da economia iraniana.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала