Campanha de revacinação contra COVID-19 tem início em Moscou

© Sputnik / Ekaterina ChesnokovaFila para vacinação contra a COVID-19 no centro comercial TSUM em Moscou, Rússia, 28 de julho de 2021
Fila para vacinação contra a COVID-19 no centro comercial TSUM em Moscou, Rússia, 28 de julho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.07.2021
Nos siga noTelegram
Na capital russa começou a revacinação contra o coronavírus a partir do dia 1º de julho, informou o site do prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, e do governo da cidade.

De acordo com o protocolo recentemente aprovado, durante períodos epidemiológicos graves a imunização deve ser feita cada seis meses, enquanto em uma situação mais favorável uma vez por ano será suficiente.

"A revacinação é acessível aos cidadãos que receberam a primeira dose da vacina mais de seis meses antes", diz o comunicado.

A vacina poderá ser a Sputnik V ou a Sputnik Light. Em Moscou foram abertos 20 postos de vacinação. Entretanto, não importa qual foi o imunizante tomado durante a primeira vacinação.

Além do mais, os médicos aconselham vacinação às pessoas que se recuperaram há mais de meio ano, independentemente do nível de anticorpos presentes.

No final da mensagem, o prefeito apela aos moscovitas para não negligenciarem a oportunidade de receber uma proteção adicional, o que é "muito importante nas condições de transmissão da cepa Delta mais agressiva".

Ele próprio também confessou que já foi revacinado.

Em 24 horas a Rússia registrou 672 mortos por coronavírus – o máximo no país desde o início da pandemia – e tem mais 23.543 novos casos confirmados. A capital russa lidera entre as cidades por número de infectados. No total, na Rússia foram registrados 5.538.142 infectados, 135.886 deles faleceram.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала