Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Merkel insta União Europeia a seguir exemplo dos EUA e intensificar diálogo com a Rússia

© REUTERS / Axel SchmidtAngela Merkel, chanceler da Alemanha, durante entrevista coletiva em Berlim, Alemanha, 18 de junho de 2021
Angela Merkel, chanceler da Alemanha, durante entrevista coletiva em Berlim, Alemanha, 18 de junho de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 18.06.2021
Nos siga no
A chefe do Executivo alemão exortou o bloco europeu a realizar diálogo com a Rússia, que é seu "grande vizinho continental", depois da cúpula russo-americana na quarta-feira (16).

A União Europeia (UE), assim como os EUA, deveria se engajar no diálogo com a Rússia, apesar das dificuldades, disse Angela Merkel, chanceler da Alemanha.

"Acredito que quando vemos que o Joe Biden, presidente dos EUA, se encontra com o presidente russo Vladimir Putin e eles têm um diálogo aberto, é também importante que o façamos também do lado europeu", opinou Merkel em uma entrevista coletiva com o líder francês Emmanuel Macron.

Segundo a chanceler alemã, a Rússia é "um grande desafio" para a UE, mas é também seu "grande vizinho continental".

"[...] Devemos nos certificar de ter eliminado todas as ameaças híbridas, mas, por outro lado, temos um grande interesse em manter o diálogo com a Rússia se queremos segurança e estabilidade na UE, por mais difícil que ele seja", acrescentou Merkel.

Por sua vez, Macron argumentou que "é necessário elaborar regras comuns nas relações com a Rússia".

"Conversaremos com a Rússia sobre nossa abordagem comum nas relações com nosso vizinho para responder com solidariedade às provocações, mas, sobretudo, para mostrar o que pode ser a cooperação quando provocações e conflitos ocorrem regularmente", disse o presidente francês, em referência à cúpula da UE na próxima quinta-feira (24) e sexta-feira (25), onde as relações com a Rússia serão discutidas, entre outras questões.

Cúpula Rússia-EUA

Na quarta-feira (16) Joe Biden e Vladimir Putin, presidentes dos EUA e da Rússia, respectivamente, encontraram-se na Genebra, Suíça, para a primeira reunião presencial entre os dois. A cúpula na Villa La Grange durou quatro horas e meia, incluindo uma pausa.

Biden garantiu em conferência de imprensa que sua agenda não é dirigida contra Moscou, e que busca uma relação estável e previsível entre os dois países.

De sua parte, Putin disse que viu um "vislumbre de esperança" para reconstruir a confiança com Washington após a cúpula.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала