Obama: ao seguir apoiando Trump, republicanos representam ameaça à democracia dos EUA

© AFP 2022 / Elijah NouvelageEx-presidente Barack Obama pede voto para o democrata Joe Biden durante as eleições presidenciais dos EUA de 2020. Foto de arquivo
Ex-presidente Barack Obama pede voto para o democrata Joe Biden durante as eleições presidenciais dos EUA de 2020. Foto de arquivo - Sputnik Brasil, 1920, 08.06.2021
Nos siga noTelegram
O ex-presidente democrata advertiu que "o caminho para uma América não democrática" virá "em uma série de etapas", e o fracasso do Partido Republicano em desprender-se de Donald Trump é um deles.

Os norte-americanos deveriam estar preocupados que o Partido Republicano "esteja disposto a adotar uma forma de pensar sobre nossa democracia que seria irreconhecível e inaceitável até cinco anos atrás", alertou o ex-presidente dos EUA Barack Obama.

Em entrevista à emissora CNN na segunda-feira (7), Obama destacou que "o caminho para uma América antidemocrática" não vai acontecer de uma hora para outra, mas virá "em uma série de etapas", como visto sob líderes autoritários na Hungria e na Polônia.

E uma dessas etapas seria o fracasso do Partido Republicano em rejeitar categoricamente que o ex-presidente Donald Trump ganhou as eleições presidenciais dos EUA em 2020.

© REUTERS / Jonathan DrakeEx-presidente dos EUA Donald Trump durante seu discurso durante a convenção do Partido Republicano na Carolina do Norte
Obama: ao seguir apoiando Trump, republicanos representam ameaça à democracia dos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 08.06.2021
Ex-presidente dos EUA Donald Trump durante seu discurso durante a convenção do Partido Republicano na Carolina do Norte

O ex-presidente democrata disse que os legisladores republicanos foram "intimidados" a aceitar a mentira de que o ex-presidente Donald Trump derrotou o democrata Joe Biden em 2020. O que culminou no ataque ao Capitólio dos EUA em 6 de janeiro por uma multidão de apoiantes de Trump.

"Originalmente era 'oh, não se preocupe, isso não está indo a lugar nenhum' […]. De repente, você agora tem grandes porções de um Congresso eleito concordando com a falsidade de que havia problemas com a eleição. E ninguém se levantou e disse 'parem, isso é demais, isso não é verdade", afirmou Obama.

O democrata tem "esperança" de que "a maré mude". "Ainda sou o cara da esperança e da mudança", concluiu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала