Cientistas preparam carta de resposta à ideia de SARS-CoV-2 vazar de laboratório na China, diz mídia

© REUTERS / Thomas PeterPessoal de segurança vigia fora do Instituto de Virologia de Wuhan durante visita de equipe da Organização Mundial da Saúde (OMS) encarregada de investigar as origens da doença do novo coronavírus (COVID-19) em Wuhan, província de Hubei, China, 3 de fevereiro de 2021
Pessoal de segurança vigia fora do Instituto de Virologia de Wuhan durante visita de equipe da Organização Mundial da Saúde (OMS) encarregada de investigar as origens da doença do novo coronavírus (COVID-19) em Wuhan, província de Hubei, China, 3 de fevereiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.06.2021
Nos siga noTelegram
Dezoito cientistas e serviços de inteligência no Ocidente exigiram uma "investigação adequada" da origem do SARS-CoV-2, mas o jornal Global Times refere que já houve uma investigação conjunta da OMS e China.

Alguns cientistas na China e outros países estão preparando uma carta à revista Science para responder à teoria de vazamento do SARS-CoV-2 de laboratório, segundo referiu na segunda-feira (31) uma fonte anônima ao jornal Global Times.

"É ridículo pedir às unidades de inteligência que façam o trabalho que deveria ser feito por cientistas", disse Zeng Guang, ex-epidemiologista principal do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China, ao Global Times, em referência a declarações de serviços secretos britânicos no domingo (30) de que é "viável" que a pandemia da COVID-19 tenha originado em um laboratório chinês.

A fonte do Global Times, que seria próxima da equipe de investigação da Organização Mundial da Saúde (OMS), aponta que não foram mencionadas evidências para a teoria. O Global Times escreve, citando especialistas e responsáveis, que "o Ocidente liderado pelos EUA" está misturando uma questão científica com política e acrescentando obstáculos aos esforços antipandêmicos globais.

"É muito mais fácil descobrir se foi um vazamento de laboratório em comparação com o rastreamento da transmissão entre animal e ser humano, já que deveria haver evidências deixadas através de transbordos de laboratório, por exemplo, os membros do pessoal infectados ou o ambiente contaminado", comentou Zeng.

Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, também afirmou que o trabalho de rastreamento das origens deveria ser conjunto, em vez de ditado por alguns países, e tem de ser liderado por cientistas, e não por membros de serviços secretos.

© AFP 2022 / STRFoto tirada em 28 de abril de 2021 mostra uma profissional de saúde preparando uma dose de vacina contra o coronavírus em uma universidade em Wuhan, na província de Hubei, na China
Cientistas preparam carta de resposta à ideia de SARS-CoV-2 vazar de laboratório na China, diz mídia - Sputnik Brasil, 1920, 01.06.2021
Foto tirada em 28 de abril de 2021 mostra uma profissional de saúde preparando uma dose de vacina contra o coronavírus em uma universidade em Wuhan, na província de Hubei, na China

"A China convidou os especialistas da OMS a conduzir o trabalho por duas vezes, e outros países são instados a fazer o mesmo", disse ele.

O que originou a pandemia?

Uma investigação conjunta da OMS e da China resultou anteriormente em um relatório, no qual se concluiu que era "extremamente improvável" o vírus vazar de um laboratório, tornando mais provável uma cadeia de transmissão entre animais e humanos e através de alimentos congelados. A visita ao Instituto de Virologia de Wuhan não encontrou evidências da teoria de vazamento, "e eu acho que esse é o fim da história", de acordo com o especialista.

Cientistas e responsáveis chineses, incluindo Zeng Guang, acreditam que agora é a vez de os EUA permitirem a equipes da OMS investigarem biolaboratórios como Fort Detrick e fornecerem informações detalhadas sobre doenças infecciosas nos EUA em 2019, antes do começo oficial da pandemia, que incluem "surtos inexplicáveis de doenças respiratórias no norte da Virgínia em julho de 2019 e o surto de EVALI em Wisconsin", segundo o jornal.

"Porque os EUA não seguiram o exemplo? Acredito que o governo dos EUA teme as possíveis lacunas em seus próprios laboratórios, que provavelmente levariam os especialistas a descobrir problemas mais sistemáticos com seus laboratórios", questionou Zeng.

Dezoito pesquisadores publicaram em 14 de maio uma carta na revista Science, instando uma "investigação adequada" da hipótese de vazamento do SARS-CoV-2 de um laboratório na China.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала