Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Forças especiais dos EUA poderiam ajudar Taiwan a resistir a uma invasão da China, sugere secretário

CC0 / / Soldados das Forças Especiais do Exército dos EUA durante força-tarefa (foto de arquivo)
Soldados das Forças Especiais do Exército dos EUA durante força-tarefa (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 28.05.2021
Nos siga no
Forças de operações especiais dos EUA poderiam ajudar Taiwan a reforçar suas defesas contra uma potencial invasão chinesa, disse Christopher Maier, secretário de Defesa interino para operações especiais e conflitos de baixa intensidade.

Em suas declarações à Comissão das Forças Armadas do Senado, Maier afirmou que os EUA "devem considerar seriamente" fazer esforços a fim de ajudar Taiwan a reforçar sua capacidade de conduzir uma guerra irregular, avança portal Military.

"Acho que isso é algo que devemos considerar seriamente, pois pensamos na concorrência através das diferentes capacidades que podemos aplicar, sendo as [forças de operações especiais] um dos principais contribuintes para isso", declarou o oficial.

Durante a intervenção, o senador Josh Hawley lançou a ideia de as forças de operações especiais fornecerem apoio a Taiwan tal como os militares americanos ajudam as nações bálticas a "se defenderem" da Rússia.

© Foto / U.S. Air Force Photo Navy SEALs (as equipes Mar, Ar e Terra das Forças Armadas dos EUA), unidades de elite com ótimo treinamento
Forças especiais dos EUA poderiam ajudar Taiwan a resistir a uma invasão da China, sugere secretário - Sputnik Brasil, 1920, 28.05.2021
Navy SEALs (as equipes Mar, Ar e Terra das Forças Armadas dos EUA), unidades de elite com ótimo treinamento

Maier disse ainda que as referidas forças poderiam ajudar Taiwan a aprimorar suas capacidades, mencionando como exemplo a criação de redes de resistência e neutralização de potenciais desembarques anfíbios inimigos.

As operações de informação são uma área-chave onde as forças especiais podem ajudar as forças convencionais a dissuadir uma agressão chinesa, detalhou.

No início desta semana, o Ministério das Relações Exteriores da China expressou sua preocupação com a interferência de Washington e Seul nos assuntos internos de Pequim, depois que os dois países emitiram uma declaração sobre a paz e estabilidade em Taiwan.

As tensões entre Taipé e Pequim têm escalado rapidamente, pois a nação insular continua se esforçando para se manter independente do gigante asiático que, por sua vez, não quer que isso aconteça.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала