Pentágono diz ainda procurar diálogo com chefes militares chineses em meio às tensões com China

© AP Photo / Susan WalshSecretário de Defesa Lloyd Austin fala durante reunião no Pentágono em Washington, EUA
Secretário de Defesa Lloyd Austin fala durante reunião no Pentágono em Washington, EUA - Sputnik Brasil, 1920, 26.05.2021
Nos siga noTelegram
Os Estado Unidos afirmaram que ainda tentam estabelecer boa comunicação com os chefes militares chineses, após conversa entre dois militares ter sido supostamente impedida por desacordos de protocolo.

Nesta quarta-feira (26), o porta-voz do Pentágono, John Kirby, disse que os oficiais norte-americanos ainda têm vontade de ter diálogo com seus colegas chineses, segundo o South China Morning Post.

"Desejamos ter diálogo com nossos parceiros em Pequim, mas ainda estamos no caminho para ver como isso vai ser e como vai acontecer", disse Kirby.

No entanto, o porta-voz do Pentágono não confirmou aos jornalistas se a solicitação de chamada telefônica do secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, com o vice-presidente da Comissão Militar Central da China, Xu Qiliang, foi realmente rejeitada por Pequim.

Anteriormente, o The Financial Times comunicou que a China rejeitou três vezes as solicitações de Austin para conversar com Xu, citando uma fonte do Departamento da Defesa dos EUA. Por sua vez, o Global Times afirmou que o Pentágono "não seguiu o protocolo diplomático".

Uma fonte militar chinesa informou ao South China Morning Post que Pequim considerava para chamada telefônica o ministro da Defesa da China, Wei Fenghe, e não Xu, e por isso a solicitação do secretário norte-americano foi vista como ofensiva por parte do Ministério da Defesa chinês.

O Pentágono tem expressado sua vontade de tecer discussões bilaterais de alto nível em meio às tensões entre os países.

Os planos de realizar as negociações foram arruinados pelo cancelamento do Fórum Regional de Segurança Diálogo Shangri-La que deveria ser realizado em Cingapura no próximo mês, mas foi cancelado devido ao aumento de casos da COVID-19. Austin planejou participar do fórum como parte de sua viagem à Ásia, e a China, por sua vez, também enviaria uma delegação.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала