Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Frente al-Nusra prepara novas 'provocações com substâncias químicas' na Síria, afirma MRE russo

© Sputnik / Ilia Pitalev / Abrir o banco de imagensUm bairro de Damasco ocupado pela Frente al-Nusra
Um bairro de Damasco ocupado pela Frente al-Nusra - Sputnik Brasil, 1920, 21.05.2021
Nos siga no
O risco de ataques com tais "métodos sujos" está crescendo antes da eleição presidencial na Síria, marcada para 26 de maio, afirmou o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

O grupo Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e demais países) prepara uma nova provocação na Síria com uso de substâncias tóxicas, da qual também participará o grupo Capacetes Brancos, alertou o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

"Soubemos de uma fonte confiável que o grupo terrorista Frente al-Nusra, que opera na Síria, prepara-se para realizar outra provocação com substâncias tóxicas, em linha com um cenário [já] experimentado e testado, com a participação do grupo pseudo-humanitário Capacetes Brancos. Presume-se que os produtos químicos, que atualmente se acumulam na zona de reduzida tensão Idlib, no norte do país, serão usados ​​contra civis", disse o MRE da Rússia em comunicado nesta sexta-feira (19).

O ministério acusou os terroristas de encenarem ataques químicos "por sugestão de seus curadores estrangeiros", cuja responsabilidade é constantemente transferida para o governo sírio "no âmbito das subsequentes campanhas de propaganda promovidas".

© REUTERS / SANACriança recebe atendimento médico após ser ferida por ataque aéreo na província de Latakia, Síria, 5 de maio de 2021
Frente al-Nusra prepara novas 'provocações com substâncias químicas' na Síria, afirma MRE russo - Sputnik Brasil, 1920, 21.05.2021
Criança recebe atendimento médico após ser ferida por ataque aéreo na província de Latakia, Síria, 5 de maio de 2021

O risco de implementação de tais "métodos sujos" está crescendo antes da eleição presidencial na Síria, marcada para 26 de maio, alertou o ministério.

"Esperamos que a divulgação das informações acima mencionadas possivelmente contribua para o rompimento desses planos criminosos e evite a morte de pessoas inocentes", conclui a nota.

Desde que o conflito militar na Síria começou, há dez anos, a Federação da Rússia tem apoiado as forças leais ao governo de Bashar Assad com fornecimento de equipamentos bélicos e apoio político, além de envolvimento militar direto em 2015. Mais de cinco milhões de civis tiveram uma deslocação forçada de suas casas e pelos menos 3,6 milhões se encontram refugiados na Turquia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала