'Oportunidade genuína': Biden comemora cessar-fogo entre Israel e Hamas e elogia papel do Egito

© REUTERS / Jonathan ErnstPresidente dos EUA, Joe Biden, faz discurso na Casa Branca para comentar cessar-fogo entre Israel e Hamas
Presidente dos EUA, Joe Biden, faz discurso na Casa Branca para comentar cessar-fogo entre Israel e Hamas - Sputnik Brasil, 1920, 20.05.2021
Nos siga noTelegram
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, saudou o cessar-fogo estabelecido nesta quinta-feira (20) entre Israel e Hamas como uma "oportunidade genuína" para a paz. 

O acordo entre as partes chega após 11 dias de conflito, que deixou um saldo de 12 israelenses e 232 palestinos mortos. 

"Eu acredito que temos uma oportunidade genuína para progredir e estou comprometido a trabalhar para isso", disse Biden em coletiva na Casa Branca, segundo publicado pela agência AFP. 

Em seu pronunciamento, o democrata elogiou o papel do Egito, que atuou como mediador para que a trégua fosse estabelecida. Biden afirmou ainda que conversou com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e com o presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi. 

"Estendo minha sincera gratidão ao presidente al-Sisi e aos altos funcionários egípcios que desempenharam um papel tão importante nesta diplomacia", disse Biden.

Diplomacia silenciosa

O chefe da Casa Branca também respondeu às críticas de que não estaria pressionando Israel suficientemente para chegar a um cessar-fogo. Biden disse que sua administração adota uma "diplomacia silenciosa e incansável".

O democrata afirmou que os EUA realizaram "grandes esforços" para diminuir as tensões, com objetivo de "evitar o tipo de conflito prolongado que vimos nos últimos anos". 

"Palestinos e israelenses merecem da mesma maneira viver de forma segura e desfrutar de medidas iguais de liberdade, prosperidade e democracia", discursou.

Defesa de Israel

Ao mesmo tempo, ressaltou "o direito de Israel de se defender contra ataques indiscriminados de foguetes do Hamas e de outros grupos terroristas baseados em Gaza".

Na contramão de pedidos feitos por correligionários do Partido Democrata, que exigem o bloqueio de venda de armas para Israel, ele reafirmou o apoio dos EUA na reposição do sistema antimísseis israelense.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала