EUA lançam nova rodada de sanções contra entidades e autoridades de Mianmar

© REUTERS / Alexander DragoEstátua do ex-senador Albert Gallatin perto do Departamento do Tesouro em Washington, EUA, 25 de abril de 2021
Estátua do ex-senador Albert Gallatin perto do Departamento do Tesouro em Washington, EUA, 25 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 17.05.2021
Nos siga noTelegram
Washington impôs novas sanções a 19 pessoas e duas entidades do país asiático, depois que o país norte-americano e outras nações ocidentais protestaram contra a tomada de poder no país pelos militares.

Os EUA impuseram na segunda-feira (17) novas sanções a Mianmar: contra o Conselho Administrativo do Estado governante, a empresa Al Fay e 19 pessoas, incluindo funcionários do governo birmanês, anunciou em comunicado o Departamento do Tesouro norte-americano.

Além da empresa, que é localizada em Mianmar, as sanções incluem três indivíduos da Turquia, Síria e Iraque, a saber: Ibrahim al-Fay da Turquia, Idris al-Fay do Iraque e Alaa Khanfurah da Síria. O Tesouro não revelou a natureza de sua ligação com o governo militar de Mianmar. As restantes 16 pessoas pertencem ao Conselho Administrativo do Estado de Mianmar.

Anteriormente, os EUA e vários países ocidentais aplicaram sanções a participantes do governo militar do país e outras pessoas com ele relacionadas.

O país do sudeste asiático está em crise política desde fevereiro, quando os militares tomaram o poder do governo eleito de Aung San Suu Kyi, afirmando que as eleições estavam viciadas.

Mianmar tem sido palco de protestos violentos e repressões por parte da junta militar, durante os quais pelo menos 774 civis foram mortos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала