Filipinas planejam construir base militar no mar do Sul da China para monitorar Pequim, diz mídia

© AP Photo / Xinhua / Wang CunfuNavios de pesca chineses navegam perto de um farol no recife de Zhubi, nas ilhas Spratly, no mar do Sul da China, em 18 de julho de 2012
Navios de pesca chineses navegam perto de um farol no recife de Zhubi, nas ilhas Spratly, no mar do Sul da China, em 18 de julho de 2012 - Sputnik Brasil, 1920, 10.05.2021
Nos siga noTelegram
Militares filipinos solicitam ao presidente do país que considere o projeto, que inclui câmeras de alta resolução e noturnas para fiscalização de embarcações chinesas na região.

As Filipinas planejam converter uma ilha do mar do Sul da China em uma base militar em meio às crescentes divergências com Pequim, reporta a Bloomberg.

Os militares filipinos pediram ao presidente do país, Rodrigo Duterte, para financiar um centro logístico na ilha Thitu, que fica entre a cadeia de ilhas Spratlys, enquanto a nação busca manter patrulhas na região.

Segundo o general-chefe filipino, Cirilito Sobejana, também está sendo planejando colocar câmeras de alta resolução e noturnas para monitoramento de atividades em torno das ilhas reivindicadas pelas Filipinas.

"Nosso objetivo é afastar a milícia marítima chinesa e outros navios chineses de nossa Zona Econômica Exclusiva [ZEE]", disse Sobejana citado pela mídia.

© AP Photo / Bullit MarquezA ilha Thitu no disputado mar do Sul da China, localizada a oeste das Filipinas (foto de arquivo)
Filipinas planejam construir base militar no mar do Sul da China para monitorar Pequim, diz mídia - Sputnik Brasil, 1920, 10.05.2021
A ilha Thitu no disputado mar do Sul da China, localizada a oeste das Filipinas (foto de arquivo)

Nesta segunda-feira (10), ao ser questionada sobre o projeto filipino, a China, através da porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Hua Chunying, disse que pode resolver a disputa com as Filipinas por meio de um "consenso comum para ter diálogo e consulta", mas que "certas pessoas estão agitando a questão", acrescentou Chunying segundo a mídia.

Os desentendimentos entre as Filipinas e a China nas águas disputadas aumentaram nas últimas semanas, com Manila protestando e pedindo a navios chineses para deixarem a área. Ainda assim, o presidente filipino manteve um tom amigável com Pequim, chamando a China de "benfeitor" já que as Filipinas obtêm vacinas contra o coronavírus do gigante asiático.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала