Colisões de nuvens podem desencadear formação estelar no espaço, aponta estudo

© Foto / ESA/Hubble & NASA, F. FerraroAglomerado globular de estrelas Messier 75, localizando na constelação de Sagitário, a uns 67 mil anos-luz da Terra
Aglomerado globular de estrelas Messier 75, localizando na constelação de Sagitário, a uns 67 mil anos-luz da Terra - Sputnik Brasil, 1920, 09.05.2021
Nos siga noTelegram
As estrelas são formadas pela contração gravitacional das nuvens de gás no espaço, e podem ter diversas massas.

Estrelas massivas, em parceria com outras, podem formar um grande aglomerado de estrelas. Para formar o aglomerado, é preciso o rápido armazenamento de grandes quantidades de gás e outros materiais dentro de um pequeno espaço. Contudo, o mecanismo de formação ainda é desconhecido.

A equipe de estudo dos professores Kengo Tachihara e Yasuo Fukui, da Universidade de Nagoya, no Japão, acredita na hipótese da colisão de múltiplas nuvens de gás, que permitem a formação de aglomerado estelar.

​Formação estelar é desencadeada por colisões de nuvens, aponta estudo.

Durante a realização do estudo, os pesquisadores descobriram que as colisões de nuvens de gás no espaço induziram o nascimento de um aglomerado de estrelas, fazendo-os acreditar na possibilidade de que a Via Láctea tenha colidido com outras galáxias pouco depois de nascer, o que teria causado a frequente colisão de nuvens de gás nas galáxias, resultando, assim, na formação de muitos aglomerados globulares.

O estudo, publicado pela Astronomical Society of Japan, contribuiu para uma melhor compreensão da formação das estrelas massivas e do surgimento de aglomerados globulares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала