Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Israel a ferro e fogo: confrontos entre palestinos e policiais fazem mais de 100 feridos

Nos siga no
Palestinos e policiais israelenses entraram em confronto em Jerusalém, após uma decisão sobre o despejo de habitantes palestinos no bairro Sheikh Jarrah, para dar lugar a colonos judeus.

Agentes da polícia israelense dispararam balas de borracha e granadas atordoantes contra manifestantes palestinos no bairro Sheikh Jarrah, em Jerusalém Oriental, após estes lançarem pedras durante confrontos na sexta-feira (7), relatou a agência britânica Reuters.

O fato de famílias palestinas em casas nessa área estarem sujeitas a despejos para dar lugar a colonos judeus levou à raiva de milhares dos habitantes ao redor da Mesquita Al-Aqsa.

Canhões de água montados em veículos blindados dispersaram centenas de manifestantes reunidos junto das casas das famílias que enfrentam um possível despejo, resultando em 108 feridos do lado palestino, segundo o Crescente Vermelho.

© REUTERS / Ammar AwadPalestinos reagem ao disparo pela polícia israelense de granadas atordoantes durante confrontos na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões sobre o possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
Palestinos reagem ao disparo pela polícia israelense de granadas atordoantes durante confrontos na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões sobre o possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
1/13
Palestinos reagem ao disparo pela polícia israelense de granadas atordoantes durante confrontos na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões sobre o possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
© AFP 2021 / Emmanuel DunandPolicial israelense ferido é ajudado durante confrontos com manifestantes palestinos no bairro Sheikh Jarrah em Jerusalém Oriental, 7 de maio de 2021.
Policial israelense ferido é ajudado durante confrontos com manifestantes palestinos no bairro Sheikh Jarrah em Jerusalém Oriental, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
2/13
Policial israelense ferido é ajudado durante confrontos com manifestantes palestinos no bairro Sheikh Jarrah em Jerusalém Oriental, 7 de maio de 2021.
© AFP 2021 / Ahmad GharabliForças de segurança israelenses avançam, em meio a confrontos com manifestantes palestinos, em direção à Mesquita al-Aqsa em Jerusalém, 7 de maio de 2021.
Forças de segurança israelenses avançam, em meio a confrontos com manifestantes palestinos, em direção à Mesquita al-Aqsa em Jerusalém, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
3/13
Forças de segurança israelenses avançam, em meio a confrontos com manifestantes palestinos, em direção à Mesquita al-Aqsa em Jerusalém, 7 de maio de 2021.
© AFP 2021 / Emmanuel DunandJovens palestinos observam confrontos entre manifestantes e forças de segurança israelenses em Jerusalém, 8 de maio de 2021.
Jovens palestinos observam confrontos entre manifestantes e forças de segurança israelenses em Jerusalém, 8 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
4/13
Jovens palestinos observam confrontos entre manifestantes e forças de segurança israelenses em Jerusalém, 8 de maio de 2021.
© AFP 2021 / Ahmad GharabliForças de segurança israelenses em confrontos com manifestantes palestinos junto à Mesquita Al-Aqsa em Jerusalém, em 7 de maio de 2021.
Forças de segurança israelenses em confrontos com manifestantes palestinos junto à Mesquita Al-Aqsa em Jerusalém, em 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
5/13
Forças de segurança israelenses em confrontos com manifestantes palestinos junto à Mesquita Al-Aqsa em Jerusalém, em 7 de maio de 2021.
© REUTERS / Ammar AwadPalestino ferido é evacuado durante confrontos com a polícia israelense na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões sobre o possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
Palestino ferido é evacuado durante confrontos com a polícia israelense na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões sobre o possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
6/13
Palestino ferido é evacuado durante confrontos com a polícia israelense na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões sobre o possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
© AFP 2021 / Emmanuel DunandAmbulâncias do Crescente Vermelho Palestino esperam, perto da Porta dos Leões de Jerusalém, para transportar os feridos durante os confrontos entre manifestantes e forças de segurança israelenses, Israel, 7 de maio de 2021.
Ambulâncias do Crescente Vermelho Palestino esperam, perto da Porta dos Leões de Jerusalém, para transportar os feridos durante os confrontos entre manifestantes e forças de segurança israelenses, Israel, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
7/13
Ambulâncias do Crescente Vermelho Palestino esperam, perto da Porta dos Leões de Jerusalém, para transportar os feridos durante os confrontos entre manifestantes e forças de segurança israelenses, Israel, 7 de maio de 2021.
© REUTERS / Ammar AwadPolícia israelense caminha perto da Cúpula do Rochedo, durante confrontos na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões motivadas pelo possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
Polícia israelense caminha perto da Cúpula do Rochedo, durante confrontos na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões motivadas pelo possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
8/13
Polícia israelense caminha perto da Cúpula do Rochedo, durante confrontos na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões motivadas pelo possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
© REUTERS / Ammar AwadPalestino atira pedras na polícia israelense durante confrontos na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões sobre o possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
Palestino atira pedras na polícia israelense durante confrontos na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões sobre o possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
9/13
Palestino atira pedras na polícia israelense durante confrontos na área da Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões sobre o possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
© REUTERS / Ammar AwadPalestino reza enquanto a polícia israelense se concentra, em meio aos confrontos junto à Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo. As tensões foram motivadas pelo possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
Palestino reza enquanto a polícia israelense se concentra, em meio aos confrontos junto à Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo. As tensões foram motivadas pelo possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
10/13
Palestino reza enquanto a polícia israelense se concentra, em meio aos confrontos junto à Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo. As tensões foram motivadas pelo possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
© AFP 2021 / Ahmad GharabliGás lacrimogêneo se espalha em meio a confrontos entre as forças de segurança israelenses e manifestantes palestinos junto à Mesquita Al-Aqsa, em Jerusalém, 7 de maio de 2021.
Gás lacrimogêneo se espalha em meio a confrontos entre as forças de segurança israelenses e manifestantes palestinos junto à Mesquita Al-Aqsa, em Jerusalém, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
11/13
Gás lacrimogêneo se espalha em meio a confrontos entre as forças de segurança israelenses e manifestantes palestinos junto à Mesquita Al-Aqsa, em Jerusalém, 7 de maio de 2021.
© AP Photo / Mahmoud IlleanGuardas de fronteira israelenses detêm manifestante palestino durante os confrontos em Jerusalém Oriental, 7 de maio de 2021.
Guardas de fronteira israelenses detêm manifestante palestino durante os confrontos em Jerusalém Oriental, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
12/13
Guardas de fronteira israelenses detêm manifestante palestino durante os confrontos em Jerusalém Oriental, 7 de maio de 2021.
© REUTERS / Ammar AwadPalestinos reagem à polícia israelense disparando granadas atordoantes durante confrontos junto à Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões motivadas pelo possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
Palestinos reagem à polícia israelense disparando granadas atordoantes durante confrontos junto à Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões motivadas pelo possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021 - Sputnik Brasil
13/13
Palestinos reagem à polícia israelense disparando granadas atordoantes durante confrontos junto à Mesquita Al-Aqsa, conhecida pelos muçulmanos como Santuário Nobre e pelos judeus como Monte do Templo, em meio a tensões motivadas pelo possível despejo de famílias palestinas de casas em terras reclamadas pelos colonos judeus no bairro Sheikh Jarrah, na Cidade Velha de Jerusalém, 7 de maio de 2021.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала