Talibã recomeça ataques em meio à retirada das tropas dos EUA

© REUTERS / Mohammad IsmailHomens inspecionam carro queimado após um incêndio noturno nos arredores de Cabul, Afeganistão, 2 de maio de 2021
Homens inspecionam carro queimado após um incêndio noturno nos arredores de Cabul, Afeganistão, 2 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 04.05.2021
Nos siga noTelegram
Os talibãs começaram uma ofensiva massiva em pelo menos sete províncias no Afeganistão, enquanto os Estados Unidos começaram a retirada de seus soldados do território do país. As forças de segurança afegãs realizaram ataques aéreos e enviaram forças de elite para resistir às ações do Talibã.

Na terça-feira (4), autoridades e residentes da província meridional de Helmand informaram que as forças de segurança afegãs resistiram a um grande ataque dos talibãs na área, tendo os militantes lançado ataques em todo o país, segundo Reuters.

Attaullah Afghan, o chefe do conselho provincial de Helmand, disse que o Talibã lançou um assalto de múltiplas direções na segunda-feira (3), atacando os postos de controle em torno dos arredores de Lashkar Gah, tomando alguns deles.

Forças de segurança afegãs realizaram ataques aéreos e enviaram forças de elite para a área. Os militantes foram empurrados, mas os combates continuaram na terça-feira (4), centenas de famílias foram deslocadas, segundo Attaullah Afghan.

O Ministério da Defesa do Afeganistão disse que, além da província de Helmand, as forças de segurança responderam a ataques dos talibãs em pelo menos mais seis províncias, inclusive em áreas de Ghazni e Kandahar, nas últimas 24 horas.

O prazo de 1º de maio para saída das tropas dos EUA foi combinado no ano passado sob a presidência de Donald Trump. O Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) rejeitou o anúncio de Biden que a retirada era adiada e começaria em 1º de maio e seria finalizada até 11 de setembro. Como parte da operação de retirada de seus soldados, as forças dos EUA entregaram uma base em Helmand às tropas afegãs há dois dias.

Em 30 de abril, pelo menos 30 pessoas morreram e 60 ficaram feridas em explosão de uma bomba em caminhão perto de um hospital na cidade afegã de Pol-e' Alam, capital da província de Logar.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала