Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Filipinas condenam China por 'manobras perigosas' no mar do Sul da China

© REUTERS / Guarda Costeira das FilipinasEmbarcações chinesas, supostamente controladas por milícias marítimas chinesas no recife de Whitsun, mar do Sul da China, 27 de março de 2021
Embarcações chinesas, supostamente controladas por milícias marítimas chinesas no recife de Whitsun, mar do Sul da China, 27 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 03.05.2021
Nos siga no
Manila reprova avanço chinês nas águas filipinas, justificando que "milícias chinesas" invadem seu território marítimo.

Nesta segunda-feira (3), através de seu Departamento de Relações Exteriores, as Filipinas expressaram seu protesto contra o "monitoramento, bloqueio, manobras perigosas e desafios por rádio" da Guarda Costeira chinesa nas proximidades do mar do Sul da China, perto do atol de Scarborough, onde embarcações de guarda patrulhavam a área e conduziam exercícios.

O departamento também expressou sua rejeição à "presença incessante, ilegal, prolongada e crescente de navios de pesca e milícias marítimas chinesas nas zonas marítimas das Filipinas".

Nos dias 24 e 25 de abril, o governo filipino disse que "a presença de navios da Guarda Costeira chinesa nas águas das ilhas Pag-asa, no atol de Scarborough e na sua Zona Econômica Exclusiva [ZEE], suscita sérias preocupações", qualificando a presença como "uma violação flagrante" de sua soberania.

Na última quarta-feira (28), o Ministério da Defesa filipino declarou que Pequim não tem legitimidade de dizer para Manila o que pode ou não fazer em águas que considera suas. A declaração surgiu como uma espécie de resposta à oposição da China aos exercícios da Guarda Costeira das Filipinas praticados dias antes na região.

© Foto / Domínio Público / NASA O atol de Scarborough, no mar do Sul da China, área que as Filipinas acusam a China de "monitoramento e bloqueio"
Filipinas condenam China por 'manobras perigosas' no mar do Sul da China - Sputnik Brasil, 1920, 03.05.2021
O atol de Scarborough, no mar do Sul da China, área que as Filipinas acusam a China de "monitoramento e bloqueio"

A escalada de tensões entre os dois países no mar do Sul da China vem se elevando desde que a China aprovou a lei da Guarda Costeira em fevereiro, a qual permite que sua Guarda Costeira dispare contra navios estrangeiros. Na época, o governo filipino interpretou a lei como uma grande ameaça, a classificando como "uma declaração virtual de guerra".

Porém, não só as Filipinas reivindicam soberania na região, outros países como Vietnã, Taiwan, Malásia, Indonésia e Brunei também lutam por questões territoriais com a China nas disputadas águas do mar do Sul da China.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала