- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

John Kerry diz que alinhou metas climáticas do Brasil com Salles e Carlos França

© AFP 2022 / Brendan SmialowskiO enviado especial dos Estados Unidos para questões relacionadas ao clima, John Kerry, fala durante uma coletiva de imprensa na Casa Branca, em 22 de abril de 2021, em Washington
O enviado especial dos Estados Unidos para questões relacionadas ao clima, John Kerry, fala durante uma coletiva de imprensa na Casa Branca, em 22 de abril de 2021, em Washington - Sputnik Brasil, 1920, 01.05.2021
Nos siga noTelegram
O enviado especial dos Estados Unidos para questões relacionadas ao clima, John Kerry, disse que conversou, nesta sexta-feira (30), com os ministros brasileiros Ricardo Salles, do Meio Ambiente, e Carlos França, das Relações Exteriores.

O assunto, segundo ele, foram as metas climáticas do Brasil para os próximos anos.

Em sua mensagem no Twitter, o conselheiro do presidente dos EUA, Joe Biden, demonstrou otimismo com a relação entre os dois países sobre a questão.

​Falei com o ministro do Meio Ambiente do Brasil Ricardo Salles e o chanceler Carlos França hoje sobre as novas e importantes metas climáticas do Brasil. Esperamos continuar trabalhando juntos para colocar nosso mundo no caminho de um futuro seguro, próspero e sustentável.

Durante a Cúpula de Líderes sobre o Clima, promovida por Biden nos dias 22 e 23 de abril, Kerry elogiou o discurso do presidente Jair Bolsonaro.

Ele chegou a afirmar que as declarações do presidente brasileiro o surpreenderam positivamente. O enviado especial da Casa Branca, porém, pediu resultados concretos do país no combate ao desmatamento.

© AFP 2022 / Marcos Correa / Presidência do BrasilPresidente Jair Bolsonaro e membros do governo federal ouvindo a fala do líder norte-americano Joe Biden durante a Cúpula do Clima, 22 de abril de 2021
John Kerry diz que alinhou metas climáticas do Brasil com Salles e Carlos França - Sputnik Brasil, 1920, 01.05.2021
Presidente Jair Bolsonaro e membros do governo federal ouvindo a fala do líder norte-americano Joe Biden durante a Cúpula do Clima, 22 de abril de 2021

Em seu discurso, na quinta-feira (22), Bolsonaro prometeu reduzir as emissões de gases de efeito estufa e zerar o desmatamento ilegal até 2030, além de fortalecer os órgãos ambientais e duplicar recursos para fiscalização.

Porém, no dia seguinte, na sexta-feira (23), ao sancionar o Orçamento de 2021, o presidente cortou quase R$ 240 milhões em verbas ao Ministério do Meio Ambiente. Os recursos seriam destinados ao enfrentamento das mudanças climáticas, ao controle de incêndios florestais e ao fomento a projetos de conservação.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала