Índia relata 3.498 mortes pela COVID-19 nas últimas 24 horas

© REUTERS / Adnan Abidi Em Nova Deli, na Índia, um homem corre em meio a piras funerárias em meio a uma cremação em massa de corpos de pacientes infectados com a COVID-19, em 26 de abril de 2021
Em Nova Deli, na Índia, um homem corre em meio a piras funerárias em meio a uma cremação em massa de corpos de pacientes infectados com a COVID-19, em 26 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 30.04.2021
Nos siga noTelegram
A Índia registrou 386.452 novos casos de COVID-19 nas últimas 24 horas, número que marca o maior aumento diário desde o início do surto.

O número total de pacientes com teste positivo para coronavírus na Índia chegou a 18.762.976, de acordo com informações do Times of India. O país ocupa a segunda posição mundial em número de casos confirmados do coronavírus, segundo os últimos dados da Universidade Johns Hopkins.

Após bater a marca de 3.498 óbitos em 24 horas, o número de mortos no país pelo vírus subiu para 208.330 pessoas. A publicação ainda ressalta que mais de 15,38 milhões de pacientes se recuperaram desde o início da pandemia.

O país asiático tem enfrentado o aumento exponencial de casos de COVID-19 em meio à descoberta de uma nova variante do vírus SARS-CoV-2. Diversos países anunciaram restrições ao tráfego aéreo com a Índia temendo a disseminação da nova cepa em seus territórios.

A União Europeia, os Estados Unidos e a Rússia, estão entre as nações que ofereceram ajuda ao governo indiano para enfrentar a crise.

Ajuda da Rússia

No último dia 28, dois aviões cargueiros do Ministério para Situações de Emergência da Rússia entregaram à Índia mais de 22 toneladas de equipamento médico e medicamentos, inclusive concentradores de oxigênio e aparelhos de ventilação artificial, de acordo com o Kremlin.

"Nos voos do Ministério para Situações de Emergência da Rússia serão entregues mais de 22 toneladas de meios respectivos, inclusive 20 concentradores de oxigênio, 75 aparelhos de ventilação artificial, 150 monitores multiparâmetro e 200 mil caixas de medicamentos", explicou um comunicado de Moscou.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала