Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA pretende reduzir tropas e apostar em drones

CC BY 2.0 / Força Aérea dos EUA / Drone MQ-9 ReaperMilitares norte-americanos preparam um drone MQ-9 Reaper para exercícios de voo
Militares norte-americanos preparam um drone MQ-9 Reaper para exercícios de voo - Sputnik Brasil, 1920, 27.04.2021
Nos siga noTelegram
O Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA está reduzindo o número de tanques e soldados para dar lugar a drones, pela facilidade de treiná-los para lidar com múltiplos sistemas de armas, segundo fuzileiros navais norte-americanos.

De acordo com o comandante do Corpo de Fuzileiros Navais (USMC, na sigla em inglês), general David Berger, a instituição já modificou sua estrutura como parte da iniciativa de modernização de dez anos, chamada Design de Força 2030.

O programa envolve o "desinvestimento total" dos tanques, ou seja, a substituição dos veículos LAV-25 por outras plataformas não deve ocorrer, bem como a dos mísseis de artilharia convencional. Além disso, reduzirá a tropa de 186 mil fuzileiros para 174 mil até o final da década.

Futuramente, a instituição também pretende reduzir sua força aérea para 18 esquadrões de ataque com dez caças cada e seis esquadrões de drones.

Com isso, o Corpo de Fuzileiros Navais pretende contar com um plano aeronáutico onde 40% das aeronaves serão tripuladas e 60% não tripuladas.

Além disso, os fuzileiros navais deverão ser altamente treinados para lidar com uma grande variedade de sistemas de armas remotas e com inteligência artificial.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала