Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Frota de bombardeiros B-1B dos EUA é mantida no solo após vazamento de combustível

© Aviador sênior River BruceUm B-1B Lancer do Nono Esquadrão Expedicionário de Bombardeio conduz uma missão de treinamento nas proximidades do Japão, onde foi integrado à Força Aérea de Autodefesa do Japão, 12 de maio de 2020
Um B-1B Lancer do Nono Esquadrão Expedicionário de Bombardeio conduz uma missão de treinamento nas proximidades do Japão, onde foi integrado à Força Aérea de Autodefesa do Japão, 12 de maio de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 26.04.2021
Nos siga no
No dia 20 de abril, o Comando de Ataque Global da Força Aérea (AFGSC) dos EUA ordenou a suspensão por segurança da frota de bombardeiros B-1B para que uma inspeção fosse realizada após os aviões apresentarem problemas no sistema de combustível.

O problema ocorreu no dia 8 de abril após uma emergência terrestre na Base da Força Aérea de Ellsworth, em Dakota do Sul, quando um vazamento de combustível foi detectado em uma das aeronaves.

A aeronave em questão, um B-1B Lancer, apresentou problema na caixa do filtro da bomba de combustível de pós-combustão após pousar na base aérea, tendo deixado uma grande nuvem de combustível no ar, segundo o portal The Drive.

"Após uma análise posterior, o comandante aterrou a frota, pois foi determinado que uma inspeção mais invasiva era necessária para garantir a segurança das tripulações", informou o comando.

Nos últimos anos, o B-1B tem sofrido diversos problemas técnicos, tendo apenas 10% de taxa de capacidade para missão e, por isso, deve encerrar suas operações em um curto prazo.

© Cortesia da Força Aérea dos EUA/Ethan WagnerUm bombardeiro B-1B Lancer com um míssil JASSM voou sobre a Base Aérea de Edwards, Califórnia
Frota de bombardeiros B-1B dos EUA é mantida no solo após vazamento de combustível - Sputnik Brasil, 1920, 26.04.2021
Um bombardeiro B-1B Lancer com um míssil JASSM voou sobre a Base Aérea de Edwards, Califórnia

Recentemente, o primeiro de 17 bombardeiros foi aposentado pela Força Aérea dos EUA. Apenas 45 deles permanecerão em operação até aproximadamente 2030.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала