Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Estamos driblando sanções dos EUA', diz ministro venezuelano ao receber lote da Sputnik V

© Sputnik / Magda Gibelli / Abrir o banco de imagensLote de Sputnik V chega a Caracas, na Venezuela, no dia 29 de março de 2021
Lote de Sputnik V chega a Caracas, na Venezuela, no dia 29 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 24.04.2021
Nos siga no
O ministro da Saúde da Venezuela, Carlos Humberto Alvarado González, recebeu mais uma remessa de doses da vacina russa contra o novo coronavírus Sputnik V no aeroporto de Caracas neste sábado (24).

Ao receber o novo lote, que conta com 80 mil injeções, Carlos Alvarado elogiou a Sputnik V, afirmando que esta é a vacina com a maior eficácia no mundo. O ministro disse que o carregamento vai ajudar a terminar a vacinação de idosos e profissionais de saúde na Venezuela.

"Estou feliz por estar aqui no aeroporto de Caracas para receber novas doses da vacina Sputnik V. Esta vacina é a mais eficaz do mundo", disse Alvarado à emissora estatal Venezolana de Televisión.

Em dezembro de 2020, Moscou e Caracas assinaram o acordo sobre o envio de vacinas contra o coronavírus. O primeiro lote foi enviado ao país latino-americano em fevereiro.

"Com essas alianças internacionais estamos driblando as medidas coercitivas unilaterais impostas pelo governo dos Estados Unidos", disse Carlos Alvarado.

O embaixador russo em Caracas, Sergei Melik-Bagdasarov, postou no Twitter imagens da chegada do novo carregamento.

​Para nós é muito importante que a vacina @sputnikvaccine venha à #Venezuela com regularidade, que promova o sistema de saúde, que dê esperança e mostre nossa solidariedade absoluta com o governo e o povo venezuelano.

Desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya e promovida pelo Fundo Russo de Investimentos Diretos, a Sputnik V tornou-se o primeiro imunizante contra a COVID-19 registrado no mundo, em agosto de 2020.

De acordo com a análise de ensaios clínicos de fase três, publicada no jornal britânico The Lancet, a vacina tem uma taxa de eficácia de 91,6% contra a COVID-19. Dados mais recentes, de 19 de abril, mostram que a efetividade da vacina é de 97,6%.

Em 12 de abril, a Índia se tornou o 60º país do mundo a autorizar o uso da Sputnik V. No Brasil, a Anvisa ainda não deu o sinal verde para o imunizante.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала