Afeganistão é capaz de enfrentar Talibã sem tropas estrangeiras, diz governo afegão

© REUTERS / Mohammad IsmailEm Cabul, policiais afegãos inspecionam um veículo usado por insurgentes para disparar foguetes, em 18 de agosto de 2020
Em Cabul, policiais afegãos inspecionam um veículo usado por insurgentes para disparar foguetes, em 18 de agosto de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 24.04.2021
Nos siga noTelegram
Os militares do Afeganistão são capazes de lutar contra o Talibã após a saída das tropas estrangeiras lideradas pelos Estados Unidos, disse à Sputnik o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional afegão, Rahmatullah Andar.

A OTAN planeja começar a retirada de suas tropas do Afeganistão a partir de 1º de maio e concluir o processo dentro de alguns meses, disse o secretário-geral Jens Stoltenberg no início de abril deste ano. O presidente dos EUA, Joe Biden, prometeu retirar as tropas norte-americanas do Afeganistão até 11 de setembro deste ano, no 20º aniversário dos ataques às torres gêmeas de Nova York.

"Desde o ano passado, as forças de segurança e defesa do Afeganistão têm conduzido 96% das operações por conta própria. As tropas afegãs não têm problemas em lutar com o Talibã", disse Andar, ressaltando, porém, que o Afeganistão continuará recebendo assistência estrangeira após a retirada das tropas lideradas pelos EUA.

O oficial apontou ainda que as forças afegãs mantêm uma posição defensiva ativa. Andar também acusou o Talibã de ter membros da Al-Qaeda (ambos proibidos na Rússia) e outros grupos terroristas em suas fileiras.

© REUTERS / Andrew BurtonUm soldado do Exército dos EUA com a Charlie Company, 36º Regimento de Infantaria, 1ª Divisão Blindada no distrito de Maiwand, em serviço na província de Kandahar, no Afeganistão
Afeganistão é capaz de enfrentar Talibã sem tropas estrangeiras, diz governo afegão - Sputnik Brasil, 1920, 24.04.2021
Um soldado do Exército dos EUA com a Charlie Company, 36º Regimento de Infantaria, 1ª Divisão Blindada no distrito de Maiwand, em serviço na província de Kandahar, no Afeganistão

Os EUA e o Talibã assinaram um acordo de paz em fevereiro de 2020. Entre outras coisas, o acordo estipulou a retirada das forças estrangeiras do Afeganistão em troca de o Talibã diminuir a violência e garantir que o país não se tornará um porto seguro para terroristas.

Enquanto as forças estrangeiras se preparam para partir do país, confrontos violentos entre o movimento radical e as tropas do governo continuam no Afeganistão, apesar das negociações de paz em curso no Qatar.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала