Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Moscou prende cidadão russo na Crimeia por suposta espionagem para Ucrânia

© Sputnik / Vitaly Timkiv Embarcações militares russas atracadas no mar Negro, na cidade de Novorossisk, Rússia, 24 de setembro de 2020 (foto de arquivo)
Embarcações militares russas atracadas no mar Negro, na cidade de Novorossisk, Rússia, 24 de setembro de 2020 (foto de arquivo)  - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2021
Nos siga no
O cidadão russo foi preso por supostamente reunir e entregar segredos à inteligência militar ucraniana sobre a frota russa baseada no mar Negro.

O Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB, na sigla em russo) prendeu nesta quinta-feira (22) um homem russo na Crimeia sob suspeita de traição por supostamente entregar informações secretas sobre a frota russa do mar Negro à Ucrânia, informou à Sputnik o departamento do FSB na Crimeia.

O cidadão russo, que não foi identificado, foi preso na capital da Crimeia, Sevastopol, por supostamente reunir e entregar segredos à inteligência militar ucraniana sobre a frota russa que está baseada no mar Negro, afirmaram os serviços de segurança russos.

Na semana passada, o cônsul da Ucrânia foi detido na Rússia ao receber informação secreta. Aleksandr Sosonyuk, cônsul do Consulado-Geral da Ucrânia na cidade de São Petersburgo, foi detido em flagrante enquanto recebia informação classificada durante um encontro com um cidadão russo.

© Sputnik / Igor Zarembo / Abrir o banco de imagensMembros da força de operações especiais do Serviço Federal de Segurança da Rússia
Moscou prende cidadão russo na Crimeia por suposta espionagem para Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2021
Membros da força de operações especiais do Serviço Federal de Segurança da Rússia

Relação difícil

A prisão ocorreu em meio a tensões agudas entre Moscou e Kiev. O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, chegou à Crimeia nesta quinta-feira (22) para supervisionar exercícios militares de grande escala.

A Rússia e a Ucrânia têm visto suas relações piorar desde 2014, após a crise político-econômica na Ucrânia que resultou, entre outros, na reunificação da península da Crimeia com a Federação da Rússia. Nos últimos meses, as tensões entre Moscou e Kiev aumentaram, com o ressurgimento dos confrontos entre o Exército ucraniano e os independentistas do leste da Ucrânia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала