Joe Biden quer taxar grandes fortunas nos Estados Unidos em até 43%

© AP Photo / Mark LennihanA estátua do Touro de Wall Street é exibida no distrito financeiro de Nova York, no dia 8 de setembro de 2020.
A estátua do Touro de Wall Street é exibida no distrito financeiro de Nova York, no dia 8 de setembro de 2020. - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2021
Nos siga noTelegram
Segundo informações da imprensa norte-americana, o presidente dos EUA, Joe Biden, divulgará uma proposta na próxima semana com aumento de impostos para financiar os gastos sociais durante a pandemia.

A Casa Branca está considerando aumentar a taxa de imposto sobre ganhos de capital para 39,6% sobre pessoas que ganham US$ 1 milhão (cerca de R$ 5,5 milhões), escreve a Bloomberg nesta quinta-feira (22). 

Incluindo o imposto sobre a renda de investimentos, os indivíduos mais ricos nos EUA podem ver suas alíquotas federais chegarem a 43,4%, observou a publicação. O aumento arrecadaria US$ 370 bilhões (mais de R$ 2,014 trilhões) em dez anos.

Atualmente, nos Estados Unidos, os ganhos de capital de curto prazo são tributados nas mesmas taxas da renda, mas os ganhos de longo prazo são tributados a taxas mais baixas.

© REUTERS / Andrew HarnikO presidente dos EUA, Joe Biden, fala sobre plano de retirar as tropas americanas do Afeganistão, na Casa Branca, Washington, EUA, em 14 de abril de 2021
Joe Biden quer taxar grandes fortunas nos Estados Unidos em até 43% - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2021
O presidente dos EUA, Joe Biden, fala sobre plano de retirar as tropas americanas do Afeganistão, na Casa Branca, Washington, EUA, em 14 de abril de 2021

O imposto atual é de 20%. Famílias de renda média ou baixa estariam isentas de pagar o imposto, mas ainda não foi definido qual será a faixa de renda a ser tributada.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, não deu detalhes sobre os planos, mas reiterou que o presidente não aumentará as taxas de ninguém que ganhe menos de US$ 400.000 anuais (cerca de R$ 2,1 milhões).

As medidas servirão para financiar o Plano das Famílias Americanas, estimado em US$ 1 trilhão (cerca de R$ 5,5 trilhões), e apresentado como um das formas para combater as mazelas sociais deixadas pela pandemia da COVID-19.

O projeto pode ser apresentado na semana que vem e a imprensa dos EUA fala em resistência republicana para a sua aprovação. Segundo publicação da Fox News, o projeto deve enfrentar rejeição entre democratas moderados, que são mais cautelosos na seara tributária.

Vale lembrar que os impostos médios sobre ganhos de capital na Europa estão em torno de 19,3%, sendo a taxa mais alta na Dinamarca, que cobra 42%. França e Finlândia cobram 34%.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала