- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

CPI da Covid quer ouvir secretário de Guedes sobre suposta recusa de lote de vacinas da Pfizer

© Foto / Marcelo Camargo/Agência BrasilO senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) durante sessão do Conselho de Ética do Senado.
O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) durante sessão do Conselho de Ética do Senado. - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2021
Nos siga noTelegram
O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), cotado para ser o vice-presidente da CPI da Covid, disse nesta quinta-feira (22) que deseja convocar o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa.

O objetivo é saber os detalhes sobre uma reunião realizada entre o secretário e representantes da farmacêutica Pfizer em agosto do ano passado.

Durante o encontro, o governo brasileiro teria rejeitado a oferta de 70 milhões de doses da vacina contra a COVID-19.

"Só foi possível chegar a essa situação catastrófica por conta dos inúmeros e sucessivos erros e omissões do governo no enfrentamento da pandemia da COVID-19 no Brasil. Falhas na estratégia de comunicação; nas ações de vigilância e mapeamento da pandemia; promoção de tratamentos ineficazes; má gestão das necessidades de leitos de UTIs no país; falhas no planejamento de fornecimento de insumos básicos como oxigênio, medicamentos, EPIs, testes, respiradores; atraso e omissão para a compra de vacinas", afirmou o senador.

Randolfe Rodrigues diz que o Brasil é visto como uma "ameaça sanitária" global e que a organização Médicos sem Fronteiras classificou a situação do Brasil como uma "catástrofe humanitária". As informações foram publicadas pelo portal G1.

​A CPI deve ser instalada na próxima terça-feira (27), a partir da eleição do presidente e do vice-presidente e a definição de um plano de trabalho.

A presidência da CPI deve ficar com o senador Omar Aziz (PSD-AM) e a vice-presidência, com Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Já o senador Renan Calheiros (MDB-AL) deve ser designado relator.

A vacina da Pfizer é aplicada em vários países e teve o registro definitivo aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em fevereiro. No entanto, as doses do imunizante não chegaram ao Brasil ainda.

Renan Calheiros defendeu que o trabalho da CPI deva se iniciar se debruçando sobre o processo de aquisição de vacinas contra o novo coronavírus.

"Acho que inevitavelmente nós vamos ter que começar pela investigação da aquisição de vacinas, se é verdade ou não que o governo negligenciou", disse.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала