Príncipe Philip é sepultado no Castelo de Windsor

© REUTERS / Justin Tallis Membros da família real britânica caminham atrás de carro funerário durante o funeral do Príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II
Membros da família real britânica caminham atrás de carro funerário durante o funeral do Príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II - Sputnik Brasil, 1920, 17.04.2021
Nos siga noTelegram
A rainha do Reino Unido e de outros 15 Estados independentes se despediu do seu falecido marido em um funeral real como nenhum outro, com poucos convidados devido às restrições por causa da pandemia do novo coronavírus.

A rainha Elizabeth II e sua família prestaram suas últimas homenagens ao príncipe Philip em um funeral neste sábado (17), que celebrou o passado naval, a herança internacional e as sete décadas de serviços à monarquia britânica.

"Nós nos lembramos hoje diante de ti Philip, duque de Edimburgo, agradecendo a ti, por sua fé e lealdade resolutas, por seu alto senso de dever e integridade", afirmou o arcebispo de Canterbury, Justin Welby, em uma oração, citado pela agência Reuters.

Elizabeth, vestida de preto e com uma máscara preta, ficou sozinha enquanto seu marido, que faleceu em 9 de abril aos 99 anos, de 73 anos foi enterrado no Castelo de Windson em um serviço que contou com a presença de membros da realeza, incluindo o herdeiro príncipe Charles e seus filhos, os príncipes William e Harry.

Cerimônia restrita

A rainha foi colocada sozinha na cerimônia com seus filhos, netos e um seleto grupo de pranteadores reais, separados devido às regras impostas pela pandemia do novo coronavírus.

Cerca de 730 membros das Forças Armadas, representantes dos três ramos e dos regimentos mais associados ao príncipe Philip zelaram pelo caixão e acompanharam a procissão nas diferentes fases da cerimônia, de eminente tom militar.

O serviço religioso durou 50 minutos e foi acompanhado no local por apenas 30 convidados, mas assistido por milhões na televisão. Na conclusão do serviço, o príncipe Philip foi sepultado no Royal Vault da Capela de São Jorge, onde a rainha Elizabeth II também será enterrada quando morrer.

Philip dedicou sua vida ao serviço real e à sua esposa, a rainha Elizabeth II. Em março, ele foi hospitalizado por um mês com problemas cardíacos e uma infecção não relacionada ao novo coronavírus, de acordo com fontes do palácio. Seu falecimento ocorreu a poucos meses de seu centenário, que seria comemorado em 10 junho.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала