Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Aviões de transporte da Força Aérea dos EUA chegam a Kiev, segundo relatos

© Sputnik / Sergei Mamontov / Abrir o banco de imagensAvião de transporte Lockheed C-130 Hercules
Avião de transporte Lockheed C-130 Hercules - Sputnik Brasil, 1920, 13.04.2021
Nos siga no
Relatos sobre a chegada de aeronaves da Força Aérea dos EUA surgem em meio a tensões na região, e aos crescentes temores de que as autoridades de Kiev possam tentar retomar as regiões do leste da Ucrânia.

Dois aviões C-130J Hercules da Força Aérea dos EUA, um voando da Letônia e o outro da base aérea de Stuttgart, na Alemanha, chegaram a Kiev nas últimas 24 horas, segundo serviços de rastreamento de voos.

​Um avião de transporte C-130J Hercules, da Força Aérea dos EUA, HKY703, pousou em Kiev, a partir da Letônia (Aeroporto Internacional de Riga), Ucrânia há aproximadamente uma hora.

As missões de voo e transporte são desconhecidas, com o Pentágono "escondendo" seu real propósito.

De acordo com serviços de inteligência, na última semana, ao menos três aviões militares dos EUA chegaram à Ucrânia entre os dias 2 e 6 de abril, incluindo um Boeing C-17 Globemaster III, proveniente de uma base aérea no oeste da Ucrânia, e dois aviões, um C-130 e um C-17, da Base Aérea de Ramstein, na Alemanha.

​C-130 Stuttgart, da Base Aérea para Kiev.

Com relação às missões, os serviços de inteligência reportaram recentemente a atividade de um drone RQ-4 Global Hawk em torno da Crimeia e do leste ucraniano.

O presidente dos EUA, Joe Biden, e seu homólogo ucraniano, Vladimir Zelensky, realizaram na sexta-feira (2) sua primeira conversa por telefone desde que o líder norte-americano assumiu o cargo. Na ocasião, a Casa Branca comunicou que o presidente dos EUA, Joe Biden, reafirmou o apoio a soberania e integridade territorial da Ucrânia diante da "contínua agressão russa".

Na segunda-feira (12), o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou que a Rússia não permitirá que os EUA e seus aliados elevem as tensões na Ucrânia.

A Rússia e a Ucrânia têm visto suas relações piorar desde 2014, após a crise político-econômica na Ucrânia que resultou, entre outros, na reunificação da península da Crimeia à Federação da Rússia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала