Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Maior peixe-serra já registrado no mundo aparece morto em praia da Flórida, nos EUA (FOTO)

© Foto / Pixabay / Public domain picturesPeixe-serra no mar (imagem referencial)
Peixe-serra no mar (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 12.04.2021
Nos siga no
O peixe-serra fêmea de quase cinco metros de comprimento tinha ovas em seu trato reprodutivo. Pristidae é a única família da ordem Pristiformes, a espécie é caracterizada pelo maxilar muito alongado.

O maior peixe-serra já medido por cientistas foi encontrado morto em Florida Keys, nos EUA, na semana passada. O peixe de focinho afiado de 4,9 metros de comprimento era uma fêmea madura. Ovas um pouco maiores que bolas de beisebol foram encontradas em seu trato reprodutivo.

Os cientistas agora estão estudando sua carcaça para determinar a idade, saber os motivos da morte e aprender mais sobre o passado reprodutivo da espécie.

"Embora seja uma ocorrência triste quando um grande animal como aquele morre, do ponto de vista científico, sabíamos que poderíamos aprender muito com isso", disse Gregg Poulakis, biólogo de peixes da Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida.
© Foto / Facebook oficial do Instituto de Pesquisa de Peixe e Vida Selvagem (FWC)O maior peixe-serra já medido por cientistas foi encontrado morto em Florida Keys, nos EUA. A fêmea media 4,9 metros de comprimento e será estudada pelos cientistas. Espécie é ameaçada de extinção
Maior peixe-serra já registrado no mundo aparece morto em praia da Flórida, nos EUA (FOTO) - Sputnik Brasil, 1920, 12.04.2021
O maior peixe-serra já medido por cientistas foi encontrado morto em Florida Keys, nos EUA. A fêmea media 4,9 metros de comprimento e será estudada pelos cientistas. Espécie é ameaçada de extinção

O peixe-serra mais antigo estudado pela equipe de Poulakis até agora tinha 4,7 metros de comprimento e 14 anos de idade. O menor dos dois peixes-serra encontrados mortos na semana passada tinha 3,8 m de comprimento e ainda era um jovem, disse Poulakis ao Live Science.

Estudando peixe-serra

As autoridades locais foram informadas por moradores e rebocaram as carcaças até a costa para que os pesquisadores pudessem medi-las e coletar amostras de tecido.

O peixe-serra está no radar de pesquisa da comissão desde 2003, quando foi adicionado à lista de espécies ameaçadas de extinção do governo federal dos EUA. Todas as cinco espécies de peixe-serra também estão listadas como ameaçadas ou criticamente em perigo pela União Internacional para a Conservação da Natureza.

"Basicamente, qualquer pergunta que você pudesse fazer - 'Qual é o tamanho deles? De que tipo de habitat eles precisam? Quanto tempo eles vivem?' - simplesmente não tínhamos uma resposta", contou o especialista.

Cinco ou seis vezes por ano, um peixe-serra morto chega à praia. Mesmo as carcaças parcialmente decompostas são cientificamente úteis, disse Poulakis. As vértebras dos raios mostram uma linha de crescimento a cada ano, assim como o tronco de uma árvore, então, cortando o osso e contando as linhas, os cientistas podem dizer quantos anos o animal tinha quando morreu.

Os pesquisadores estão estudando o trato reprodutivo dos peixes para entender mais sobre quando eles atingem a maturidade. A gestação de peixes-serra dura aproximadamente um ano, disse Poulakis, e eles dão à luz filhotes de cerca de 70 centímetros de comprimento.

Os pesquisadores também planejam coletar amostras de DNA, que podem comparar com o DNA do peixe-serra juvenil que pegam para procurar relações ao longo da linha materna. Eles também verificarão os animais em busca de parasitas para entender a carga parasitária básica no corpo de um peixe-serra.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала