Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Brasil: mais de 560 mil pessoas ignoraram 2ª dose da vacina contra a COVID-19, diz jornal

© Folhapress / Futura Press / Ronaldo SilvaEm São Paulo, profissionais da educação são vacinados no parque Villa Lobos, em 10 de abril de 2021
Em São Paulo, profissionais da educação são vacinados no parque Villa Lobos, em 10 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 10.04.2021
Nos siga no
Levantamento divulgado neste sábado (10) mostra que mais de 560 mil pessoas passaram do prazo para tomar a segunda dose da vacina contra a COVID-19. O fenômeno é conhecido como abandono vacinal.

Conforme publicou neste sábado (10) o jornal Folha de São Paulo, mais de 500 mil pessoas não voltaram aos postos de vacinação para receber a segunda dose da CoronaVac. A taxa do chamado abandono vacinal no país chega a 14,13%. No total, 562,2 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina. Os dados foram compilados a partir da base do DataSUS, o sistema de informações do Ministério da Saúde.

Ainda segundo a publicação, cerca de 70% dos que abandonaram a segunda dose são pessoas com menos de 60 anos, sobretudo profissionais de saúde e indígenas. Outros 20% dos que não tomaram a segunda dose são maiores de 80 anos, enquanto a população entre 60 e 80 anos apresentou a maior adesão ao processo.

© REUTERS / Carla CarnielFuncionária da saúde aplica segunda dose da vacina CoronaVac a uma pessoa idosa na Residencial e Creche para Idosos Solar das Acácias perto de São Paulo, Brasil, 26 de fevereiro de 2021
Brasil: mais de 560 mil pessoas ignoraram 2ª dose da vacina contra a COVID-19, diz jornal - Sputnik Brasil, 1920, 10.04.2021
Funcionária da saúde aplica segunda dose da vacina CoronaVac a uma pessoa idosa na Residencial e Creche para Idosos Solar das Acácias perto de São Paulo, Brasil, 26 de fevereiro de 2021

O levantamento leva em conta apenas a vacina chinesa da Sinovac, pois o intervalo da aplicação do imunizante da AstraZeneca/Oxford é de 90 dias. Dessa forma, o abandono vacinal do fármaco só poderá ser calculado no final de abril. No caso da CoronaVac, o período é de 14 a 28 dias entre uma dose e outra.

A CoronaVac é a vacina mais utilizada no país, chegando a 80% de todas as doses administradas até o dia 29 de março, conforme dados compilados pelo cientista de dados Thomas Conti.

​Em alguns estados, o abandono superou a média nacional, passando de 25% em Roraima e no Amazonas. Alagoas e Rio Grande do Norte têm as menores taxas, abaixo de 7%.

Conforme dados do consórcio dos veículos de imprensa, o Brasil vacinou cerca de 22,6 milhões de pessoas com a primeira dose da vacina. No entanto, apenas 6,8 milhões receberam a segunda dose do imunizante. O país vive atualmente o pior momento da pandemia e acumula quase 349 mil óbitos, sendo mais de 3,5 mil apenas na sexta-feira (9).

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала