Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Coreia do Norte diz que não vai participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio

© REUTERS / KCNAO líder norte-coreano Kim Jong-un participa do início da construção de 50 mil novos apartamentos, em Pyongyang, na Coreia do Norte, no dia 24 de março de 2021
O líder norte-coreano Kim Jong-un participa do início da construção de 50 mil novos apartamentos, em Pyongyang, na Coreia do Norte, no dia 24 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 05.04.2021
Nos siga no
Para proteger os atletas nacionais, a Coreia do Norte não vai participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A informação foi divulgada nesta segunda-feira (5) pelo ministro do Esporte norte-coreano, Kim Il-guk, em declaração a um site local, citada pela AP.

Segundo Kim Il-guk, a decisão já havia sido tomada em 25 de março durante uma reunião do Comitê Olímpico nacional, na qual os membros priorizaram a proteção dos atletas da "crise de saúde pública mundial causada pelo COVID-19".

O Comitê Olímpico da Coreia do Sul disse que não foi informado da decisão da Coreia do Norte.

A Coreia do Norte enviou 22 atletas para a última edição dos Jogos Olímpicos – a de Inverno, realizada em Pyeongchang, em 2018. Além dos atletas, foram enviados funcionários do governo, artistas performáticos, jornalistas e um grupo de torcida de 230 membros.

A irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, Kim Yo-jong, fez parte da delegação e ajudou a iniciar um movimento de aproximação com a Coreia do Sul e com os Estados Unidos.

© AP Photo / Pool / Jorge SilvaKim Yo-jong, irmã do líder da Coreia do Norte Kim Jong-un, durante cerimônia em Hanói, Vietnã (imagem de arquivo)
Coreia do Norte diz que não vai participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio - Sputnik Brasil, 1920, 05.04.2021
Kim Yo-jong, irmã do líder da Coreia do Norte Kim Jong-un, durante cerimônia em Hanói, Vietnã (imagem de arquivo)
O governo da Coreia do Norte afirma que o país está livre da COVID-19. A comunidade internacional, no entanto, levanta dúvidas sobre a informação, principalmente por conta da fronteira que o país compartilha com a China.

Descrevendo seus esforços de combate à pandemia como uma "questão de existência nacional", a Coreia do Norte limitou severamente o tráfego nas fronteiras, proibiu turistas, expulsou diplomatas e promoveu quarentenas para dezenas de milhares de pessoas que apresentaram sintomas.

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, disse anteriormente que estava disposto a se encontrar com Kim Jong-un e com a irmã do líder norte-coreano se algum deles comparecesse aos Jogos. Suga, no entanto, não informou se vai convidar algum deles.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала