Votação para eleger novo presidente do Kosovo termina sem uma escolha

© REUTERS / LAURA HASANIO recém-eleito primeiro-ministro de Kosovo, Albin Kurti, pronuncia seu discurso após prestar juramento durante uma sessão parlamentar em Pristina, Kosovo, em 22 de março de 2021
O recém-eleito primeiro-ministro de Kosovo, Albin Kurti, pronuncia seu discurso após prestar juramento durante uma sessão parlamentar em Pristina, Kosovo, em 22 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 03.04.2021
Nos siga noTelegram
O Parlamento de Kosovo não conseguiu confirmar um novo presidente, apesar do apoio dos reformistas que venceram as eleições deste ano, com os políticos retomando a votação neste domingo (4).

O primeiro-ministro Albin Kurti e seu movimento esquerdista Vetevendosje ficaram com mais de 50% dos votos de fevereiro, prometendo erradicar a corrupção na nação pobre que foi minada pela instabilidade política.

Após 48 horas de grande drama político, Kosovo está à beira de eleições ainda mais extraordinárias.

​A eleição do candidato de Kurti — a professora de direito Vjosa Osmani — foi interrompida depois que a oposição e a minoria sérvia boicotaram a votação, deixando o partido e seu candidato com menos de 80 dos 160 parlamentares necessários, segundo noticiou a AFP.

"Devido à falta de quórum, a sessão continuará amanhã", anunciou o presidente do Parlamento, Glauk Konjufca, após várias horas de impasse.

Se Osmani não for eleita, o Parlamento será dissolvido e novas eleições legislativas serão realizadas em 45 dias.

Seria a sexta eleição geral na ex-província da Sérvia desde a declaração de independência em 2008, em um movimento ainda não reconhecido por este país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала