Paquistão, EUA e Arábia Saudita realizam exercício aéreo conjunto em base não identificada (FOTO)

© AFP 2022 / Aamir QureshiCaças da Força Aérea do Paquistão voam em formação durante desfile militar
Caças da Força Aérea do Paquistão voam em formação durante desfile militar - Sputnik Brasil, 1920, 01.04.2021
Nos siga noTelegram
Recentemente, os militares paquistaneses conduziram jogos de guerra, incluindo, em fevereiro, os exercícios navais bienais Aman-2021, que contaram com a participação de mais de 40 países.

O Paquistão iniciou um exercício aéreo multinacional, denominado Aces Meet 2021-1, com os EUA e a Arábia Saudita em uma base aérea não divulgada no país. As Forças Aéreas da Jordânia, Bahrein e Egito foram convidadas como observadores, reporta o portal The Eurasian Times.

Em 27 de março, um caça-bombardeiro Tornado IDS da Força Aérea Real Saudita chegou à base aérea de Mushaf, Paquistão, para participar do exercício. No entanto, não está claro se o evento será realizado na mesma base aérea ou em outra localidade.

A cerimônia de abertura foi dirigida pelo vice-chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, o vice-marechal da Aeronáutica Waqas Ahmed Sulehri, em 29 de março. Sulehri disse que os exercícios internacionais não eram novos, mas o ciclo particular de ACES Meet era único devido à vasta experiência dos participantes em contraterrorismo e domínios de voo compostos.

​O exercício aéreo multinacional ACES Meet 2021-1 começou hoje [segunda-feira (29)] na base aérea da PAF [Força Aérea do Paquistão]. A Força Aérea do Paquistão, a Força Aérea Real Saudita e a Força Aérea dos EUA estão participando ativamente do exercício. As forças aéreas do Bahrein, Egito e Jordânia são convidadas como observadores.

Exercícios como resposta à Índia

Recentemente, os militares paquistaneses conduziram muitos jogos de guerra, incluindo, em fevereiro, os exercícios navais bienais Aman-2021, que contaram com a participação de mais de 40 países, incluindo EUA, Rússia, China e Turquia.

O exercício foi visto como um contra-ataque ao Malabar-2020, organizado pela Marinha indiana no ano passado, cuja flotilha incluía os porta-aviões INS Vikramaditya e o porta-aviões nuclear USS Nimitz.

A mídia afirma que parece que Washington está interessado em jogar "dos dois lados". Além do Malabar-2020, tanto a Índia quanto os EUA participaram do Desert Flag VI, um exercício anual de guerra organizado pela Força Aérea dos Emirados Árabes Unidos (EAU) na famosa base aérea de Al-Dhafra.

Este ano, os EAU promoveram a intermediação de negociações de cessar-fogo entre a Índia e o Paquistão na Linha de Controle e em outros setores. A mediação levou ao anúncio inesperado, em 25 de fevereiro, de que os rivais do sul da Ásia respeitariam seu acordo de cessar-fogo de 2003, apesar do aumento das tensões entre as duas nações.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала