- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Lockdown é remédio amargo que salva vidas, diz chefe de Conselho de Saúde de Araraquara

© Foto / Tetê Viviani / Prefeitura de AraraquaraHospital da Solidariedade, em Araraquara, interior de São Paulo, SP
Hospital da Solidariedade, em Araraquara, interior de São Paulo, SP - Sputnik Brasil, 1920, 01.04.2021
Nos siga noTelegram
Se o mês de março chegou ao fim marcando o pior momento do surto do novo coronavírus no Brasil, ele também deixou aprendizados importantes no que diz respeito às ferramentas disponíveis para se combater a pandemia.

É o que mostra a experiência bem sucedida da cidade de Araraquara, no interior de São Paulo.

​​No último mês, o país lamentou o aniversário da primeira morte provocada pela COVID-19 em território nacional, ocorrida em 17 de março de 2020. Também foi um mês de recorde de óbitos, de média móvel de mortes, de número de vítimas fatais diárias e de novos diagnósticos por dia. 

A fim de frear o agravamento da pandemia, várias cidades brasileiras decidiram adotar medidas mais rígidas de distanciamento. E um exemplo para todo o país é o município de Araraquara, que, após o lockdown, conseguiu zerar o número de novas mortes pela doença na última quinta-feira (25).

"É um remédio amargo, mas importante para salvar vidas", afirma, em entrevista à Sputnik Brasil, o presidente do Conselho Municipal de Saúde de Araraquara, Haroldo Campos.

Segundo Campos, a medida extrema precisou ser colocada em prática porque o sistema de saúde da cidade já estava totalmente comprometido com o aumento no número de casos da COVID-19, com 100% de ocupação nas enfermarias e UTIs. 

"Estávamos atingindo marcas muito altas em relação ao número de positivados. Chegamos a até 50%. Com a implantação do lockdown, esses índices baixaram e conseguimos uma marca de 7%, o que significa que o lockdown funcionou. Embora seja um remédio amargo, o lockdown é necessário para contermos a transmissibilidade do vírus."

A expectativa agora, segundo ele, é avançar com a vacinação na cidade, de maneira a imunizar a população o mais rápido possível. 

​Pelo menos 12.748.747 pessoas já testaram positivo para o novo coronavírus desde o início da crise no Brasil, das quais ao menos 321.515 acabaram falecendo, segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала