Rússia acusa militares dos EUA de retirarem diariamente petróleo e cereais da Síria

© AP Photo / Hussein MallaCrianças e jovens sírios olham para a passagem de um comboio de veículos blindados dos EUA em uma estrada que liga a Raqqa, no nordeste da Síria, em 26 de julho de 2017
Crianças e jovens sírios olham para a passagem de um comboio de veículos blindados dos EUA em uma estrada que liga a Raqqa, no nordeste da Síria, em 26 de julho de 2017 - Sputnik Brasil, 1920, 30.03.2021
Nos siga noTelegram
Os EUA deslocam diariamente da Síria para o Iraque comboios carregados de petróleo e grãos, declarou na reunião do Conselho de Segurança da ONU Sergei Vershinin, vice-ministro da chancelaria da Rússia.

"Continuam chegando relatos de que comboios americanos transportam diariamente da Síria para o Iraque petróleo e grãos", disse o diplomata russo.

Vershinin relatou que, com base nas informações recebidas, somente de 1º de março até 23 de março, mais de 300 caminhões-cisterna e mais de 200 caminhões com grãos cruzaram a fronteira sírio-iraquiana.

"Acontece que, enquanto os sírios sofrem de escassez aguda de alimentos básicos, incluindo pão e gasolina, a partir da região de [nordeste da Síria] controlada pelos EUA, estão sendo contrabandeados em grande quantidade recursos naturais sírios, paralelamente com o estrangulamento econômico do país como resultado das sanções unilaterais, que são basicamente uma forma de punição coletiva", ressaltou Vershinin.
© AP Photo / Hussein MallaUm comboio de caminhões de petróleo passa por um posto de controle da polícia curda
Rússia acusa militares dos EUA de retirarem diariamente petróleo e cereais da Síria - Sputnik Brasil, 1920, 30.03.2021
Um comboio de caminhões de petróleo passa por um posto de controle da polícia curda

Durante o seu governo, o ex-presidente dos EUA Donald Trump admitiu aberta e repetidamente que "as únicas forças" que ele tinha na Síria estavam lá para "levar o petróleo". A mídia síria tem relatado que a política de contrabando de petróleo no país continua com a administração Biden.

Os militares norte-americanos, junto com as milícias curdo-árabes das Forças Democráticas da Síria (FDS), controlam os territórios no norte e nordeste da Síria, nas províncias de Deir Ez-Zor, Al-Hasakah e Raqqa onde se concentram as maiores jazidas de petróleo e gás.

O governo sírio qualifica a presença do exército dos EUA como ocupação do seu território, pilhagem organizada e banditismo por parte de Washington.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала