Rússia está pronta para ajudar a liberar o canal de Suez, diz embaixador

© REUTERS / Mohamed Abd El GhanyNo Egito, o navio cargueiro Ever Given, encalhado no canal de Suez, é visto durante a noite, em 27 de março de 2021
No Egito, o navio cargueiro Ever Given, encalhado no canal de Suez, é visto durante a noite, em 27 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 28.03.2021
Nos siga noTelegram
A Rússia está pronta para dar ao Egito qualquer ajuda possível para o desbloqueio do canal de Suez, obstruído pelo navio cargueiro Ever Given, disse o embaixador russo no Cairo, Georgy Borisenko, à Sputnik.

O navio cargueiro Ever Given, da empresa Evergreen Marine, de Taiwan, está encalhado no canal desde a terça-feira (23) e as diversas tentativas de tirá-lo do local ainda não surtiram o efeito desejado. A embarcação tem 59 metros de largura, 60 de altura e cerca de 400 metros de comprimento.

O assunto segue como um dos mais comentados nas redes sociais, entre piadas e projeções do possível impacto econômico da situação em uma das principais rotas comerciais do mundo. Enquanto isso, uma longa fila de centenas de navios esperando para passar pelo canal se formou nas proximidades.

© REUTERS / Handout / Maxar TechnologiesNavio porta-contêineres Ever Given no canal de Suez, em imagem de satélite tirada em 27 de março de 2021
Rússia está pronta para ajudar a liberar o canal de Suez, diz embaixador - Sputnik Brasil, 1920, 28.03.2021
Navio porta-contêineres Ever Given no canal de Suez, em imagem de satélite tirada em 27 de março de 2021

Segundo o embaixador russo no Cairo, Georgy Borisenko, ouvido pela Sputnik neste domingo (28), a Rússia está extremamente solidária com os esforços que estão sendo feitos para desobstruir o canal, que é "uma hidrovia de importância global".

"Esperamos que o problema seja resolvido em breve, o canal retome seu trabalho em breve e, claro, estamos prontos para ajudar nossos amigos do Egito no que pudermos", disse o embaixador.

O diplomata lembrou que ainda não houve nenhum pedido oficial de ajuda enviado à Rússia. O chefe da autoridade do canal disse ainda neste domingo (28) que o Egito pode pedir ajuda a outros países se parte da carga precisar ser descarregada do navio.

Aberto no final do século XIX, o canal de Suez já passou por bloqueios anteriores, ligados a conflitos armados e disputas entre Estados da região. Atualmente, o governo do Egito controla a hidrovia. Estima-se que 12% de todas as trocas mundiais usem o canal de Suez como rota.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала