Taiwan ajudará aliados a comprar vacinas contra COVID-19, menos da China, diz mídia

© Amanda PerobelliEnfermeira segura dose da CoronaVac, vacina contra a COVID-19 fabricada pela farmacêutica chinesa Sinovac.
Enfermeira segura dose da CoronaVac, vacina contra a COVID-19 fabricada pela farmacêutica chinesa Sinovac. - Sputnik Brasil, 1920, 24.03.2021
Nos siga noTelegram
Na semana passada, Taiwan se comprometeu a ajudar o seu único aliado na América Latina, o Paraguai, a comprar vacinas contra a COVID-19, após vários protestos no país em resposta à gestão paraguaia da pandemia.

Joseph Wu, ministro das Relações Exteriores taiwanês, afirmou que Taipé estaria disposta a ajudar o Paraguai, bem como outros 15 aliados, se necessário, a comprar vacinas contra a COVID-19. Contudo, existe uma condição importante: "Vacinas chinesas não podem ser compradas. Se você comprar vacinas chinesas, então não poderá usar nosso dinheiro taiwanês", citado pela agência Reuters.

Taiwan tem fornecido máscaras e outros equipamentos a países para ajudar no controle da pandemia, mesmo a vacinação taiwanesa tendo começado somente nesta semana. Tudo indica que os imunizantes fabricados domesticamente não deverão entrar no programa de vacinação taiwanês até meados deste ano.

Por outro lado, a China se mantém na linha da frente na distribuição de suas vacinas a países em desenvolvimento.

Na segunda-feira (22), o ministro das Relações Exteriores do Paraguai disse que teria sido contatado por entidades "cujas legitimidade ou ligações com o governo da República Popular da China não foram comprovadas", citado pela mídia. O seu homólogo chinês, por sua vez, ainda não comentou o assunto.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала