Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Vacina para COVID-19 em formato de pílula começa a ser desenvolvida nos EUA

© Depositphotos / VolodymyrshtunMédico em traje de proteção branco, máscara médica e luvas de borracha está segurando uma pílula branca como medicamento contra a ameaça de pandemia de coronavírus.
Médico em traje de proteção branco, máscara médica e luvas de borracha está segurando uma pílula branca como medicamento contra a ameaça de pandemia de coronavírus. - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
Nos siga no
O imunizante gerenciado por via oral colaboraria para uma distribuição mais fácil e ágil de vacinas ao redor do mundo, além de ter mais efetividade em doenças infecciosas.

A farmacêutica Oravax anunciou em um comunicado de imprensa que está desenvolvendo pesquisas para a primeira vacina contra a COVID-19 em molde de pílula. No comunicado, a farmacêutica afirma que vai iniciar a primeira fase de testes clínicos em humanos até junho.

Oravax é o resultado da união de duas empresas: a Oramed, norte-americana e israelense, e a Premas Biotech, indiana.

A vacina é constituída por antígeno triplo de partículas semelhantes ao vírus, que tem como alvo três proteínas estruturais, tornando-a uma boa candidata para proteção contra as mutações emergentes do coronavírus.

As vacinas orais são uma alternativa valiosa para imunização global, pois seriam mais fáceis de administrar e mais simples de distribuir, além de "potencialmente permitir que as pessoas tomem a vacina em casa", disse Nadav Kidron, diretor-chefe da Oramed, no comunicado.

"Uma vacina oral COVID-19 eliminaria várias barreiras para uma distribuição rápida e em larga escala, permitindo que as pessoas tomem a vacina sozinhas em casa. Embora a facilidade de administração seja crítica atualmente para acelerar as taxas de inoculação, uma vacina oral poderia se tornar ainda mais valiosa no caso de uma vacina COVID-19 ser recomendada anualmente como a vacina contra a gripe padrão", pontuou Kidron na nota da farmacêutica.

Outro benefício do medicamento "via oral" é o fato de as vacinas sistêmicas (injeções) serem "geralmente muito boas na prevenção de doenças graves, mas muitas vezes não são boas na prevenção de infecções", de acordo com o professor de medicina da Universidade de East Anglia (Reino Unido) citado pelo Bussiness Insider.

A teoria seria que, como a infecção ocorre primeiro no nariz e na garganta, as vacinas administradas por meio de pílulas ajudariam a interromper a infecção antes que ela evoluísse para um quadro mais grave.

© Depositphotos / Jbroggi As vacinas em pílulas também podem ser uma opção importante para pessoas com fobia grave de agulhas, além de serem mais fáceis e rápidas de administrar.
Vacina para COVID-19 em formato de pílula começa a ser desenvolvida nos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
As vacinas em pílulas também podem ser uma opção importante para pessoas com fobia grave de agulhas, além de serem mais fáceis e rápidas de administrar.

Os dados sobre a vacina Oravax não foram publicados até o momento, mas "os resultados dos estudos com animais são encorajadores", disse Hunter à mídia.

Outros desenvolvedores também estão mirando a tendência da imunização através de pílulas, como a equipe de Oxford, responsável pela vacina Oxford/AstraZeneca, que está "avaliando" a possibilidade de fazer comprimidos ou sprays nasais, conforme relatou a cientista-chefe de Oxford, Sarah Gilbert, ao The Independent.

Seja por via oral ou por injeções, o mundo necessita com urgência gerenciar de forma mais ágil e assertiva a distribuição de vacinas. Ao todo, mais de 2,7 milhões de pessoas já morreram por complicações apresentadas pela infecção da COVID-19.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала