Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Maior cratera de Titã poderia ter sido 'berço ideal' para surgimento da vida, diz estudo brasileiro

© Foto / Pixabay / WikiImagesTitã, a maior Lua de Saturno
Titã, a maior Lua de Saturno - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
Nos siga no
Cientistas da Universidade de Campinas em São Paulo revelaram que em um dos maiores satélites de Saturno poderiam ter surgido condições para formação da vida, escreve o portal científico Science.

De acordo com resultados da pesquisa chefiada pelo geólogo brasileiro Álvaro Penteado Crósta, a superfície de Titã, a lua gelada de Saturno, é coberta de hidrocarbonetos orgânicos. Além disso, o satélite possui uma crosta de gelo, mas sob ela existe um oceano, a aproximadamente 100 quilômetros de profundidade.

De acordo com um novo estudo, um asteroide ou cometa que tivesse colidido com Titã poderia teoricamente ter misturado estes dois ingredientes (os hidrocarbonetos orgânicos e a água). Após isso, as crateras de impacto resultantes teriam proporcionado o local ideal para o início da vida.

Segundo o modelo apresentado pelos autores da pesquisa na 52ª Conferência Lunar e Planetária de Ciência, a maior cratera de Titã, Menrva, que se acredita ter sido formada um bilhão de anos atrás, foi resultado do impacto de uma rocha espacial de 34 quilômetros de largura contra a superfície do satélite à velocidade de sete quilômetros por segundo (25.200 km/h). O impacto pode ter perfurado a crosta gelada de Titã.

Léa Bonnefoy, cientista planetária e especialista em Titã na Universidade de Paris, França, explica: "Se você tem muita água líquida criando uma piscina temporariamente quente na superfície, então você pode ter condições favoráveis para a vida", adicionando que "se você tiver material orgânico circulando da superfície para o oceano, isso torna o oceano um pouco mais habitável".

O lago provavelmente só teria existido por 1 milhão de anos antes de congelar nas temperaturas frias de Titã. Mas isso pode ter sido tempo suficiente para os micróbios evoluírem, aproveitando a água líquida, moléculas orgânicas e o calor do impacto.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала