Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Coreia do Norte dispara mísseis de curto alcance em desafio ao governo Biden

© Foto / Rodong SinmunTeste do míssil balístico de curto alcance KN-25 do Exército Popular da Coreia no Norte, com alcance de 380 km (foto de arquivo)
Teste do míssil balístico de curto alcance KN-25 do Exército Popular da Coreia no Norte, com alcance de 380 km (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
Nos siga no
A Coreia do Norte disparou vários mísseis de curto alcance no último fim de semana, depois de denunciar Washington por promover exercícios militares conjuntos com a Coreia do Sul.

Os testes de mísseis representam o primeiro desafio direto do líder norte-coreano Kim Jong-un ao presidente Biden, escreve o The Washington Post. A reportagem afirma que os assessores de Joe Biden ainda não delinearam sua abordagem à ameaça nuclear da  Coreia do Norte.

Durante semanas, oficiais de defesa dos EUA advertiram que a inteligência indicava que a Coreia do Norte poderia realizar testes de mísseis.

O Norte levantou suas queixas sobre os exercícios militares dos EUA na semana passada, quando a irmã de Kim advertiu que se o governo Biden "quer dormir em paz pelos próximos quatro anos, é melhor não espalhar 'cheiro de pólvora'".

Ainda nesta terça-feira (23), mais cedo, foi reportado que a Coreia do Sul e os EUA observam de perto a movimentação armamentista da Coreia do Norte em meio a sinais de lançadores de foguetes sendo implantados na ilhota de Changrin, localizada na fronteira entre as duas Coreias.

Acredita-se que os lançadores de foguetes representem maiores ameaças à Coreia do Sul do que canhões costeiros.

​Vale lembrar que em um esforço para isentar o governo de possíveis críticas, funcionários do governo Biden contataram a Coreia do Norte por meio de vários canais a partir de meados de fevereiro, mas não receberam resposta.

A vice-ministra das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Choe Son-hui, confirmou que os EUA tentaram recentemente retomar o diálogo com Pyongyang, mas descartou o esforço como um "truque barato", afirmando que Pyongyang não responderá até que Washington abandone as políticas hostis contra o país asiático.

"Não achamos que haja necessidade de responder ao truque de atraso dos EUA novamente", disse Choe.

© AFP 2021 / Ed JonesParada militar na Coreia do Norte em 2017
Coreia do Norte dispara mísseis de curto alcance em desafio ao governo Biden - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2021
Parada militar na Coreia do Norte em 2017

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала