Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Acordo nuclear: Irã tenta pressionar EUA anunciando 'teste a frio' de novo reator

© AP Photo / ISNA, Hamid ForoutanUma usina nuclear de água pesada na cidade de Arak, Irã (Foto de arquivo)
Uma usina nuclear de água pesada na cidade de Arak, Irã (Foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 19.03.2021
Nos siga no
O Irã intensifica violações do acordo nuclear internacional de 2015 em uma aparente tentativa de pressionar o atual presidente dos EUA, Joe Biden, a reverter o abandono do acordo de seu antecessor, Donald Trump.

A Organização de Energia Atômica do Irã anunciou nesta sexta-feira (19) que fará um teste a frio em seu reator nuclear redesenhado de Arak como prelúdio para o comissionamento completo até o final do ano. O porta-voz da entidade, Behrouz Kamalvandi, detalhou que os testes, que geralmente incluem o funcionamento inicial de sistemas de fluidos e sistemas de suporte, ocorrerão no início do ano novo iraniano que começa neste domingo (21).

"Em outras palavras, avançamos no trabalho na área de combustível, armazenamento, etc.", disse Kamalvandi.

O anúncio reforça que o Irã seguirá cometendo violações do acordo nuclear de 2015 em uma aparente tentativa de pressionar o atual presidente dos EUA, Joe Biden, para reverter o abandono do acordo por parte de seu antecessor, Donald Trump. Ambos os lados estão em um impasse sobre quem deve agir primeiro para salvar o acordo.

O governo iraniano havia concordado em fechar o reator de Arak, localizado a cerca de 250 quilômetros a sudoeste de Teerã, sob o acordo de 2015. Foi permitido que ele produzisse uma quantidade limitada de água pesada e Teerã esteve trabalhando na remodelação do reator com a intenção de fazer isótopos para uso médico e agrícola.

A Agência Internacional de Energia Atômica disse em um relatório aos Estados-membros no início desta semana que o Irã começou a enriquecer urânio em sua usina subterrânea de Natanz com um segundo tipo de centrífuga avançada, a IR-4, cometendo, portanto, uma nova violação do acordo.

No ano passado, o Irã começou a mover três cascatas, ou clusters, de diferentes modelos avançados de centrífugas de uma usina acima do solo em Natanz para sua Usina de Enriquecimento de Combustível. O país já está enriquecendo urânio no subsolo com centrífugas IR-2m. O acordo só permite enriquecimento com máquinas IR-1 de primeira geração. O Irã está enriquecendo com até 20% de pureza também em outra usina.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала