Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Coreia do Sul seria 'ligação fraca' aos EUA para conter China, aponta mídia chinesa

© REUTERS / Lee Jin-manO secretário do Estado dos EUA, Antony Blinken, acompanhado pelo secretário de Defesa, Lloyd Austin, durante encontro com seus colegas sul-coreanos, o chanceler Chung Eui-yong e o ministro de Defesa Suh Wook, 18 de março de 2021
O secretário do Estado dos EUA, Antony Blinken, acompanhado pelo secretário de Defesa, Lloyd Austin, durante encontro com seus colegas sul-coreanos, o chanceler Chung Eui-yong e o ministro de Defesa Suh Wook, 18 de março de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 18.03.2021
Nos siga no
Observadores chineses preveem que a Coreia do Sul venha a ser uma "ligação fraca" na estratégia dos EUA no Indo-Pacífico, uma vez que a nação coreana depende bastante de Pequim nos campos político e econômico.

Logo após aterrissar na Coreia do Sul na tarde de quarta-feira (17), Lloyd Austin, secretário de Defesa dos EUA, apontou ao seu homólogo, Suh Wook, que a aliança entre os dois países teria uma importância mais acrescida por causa do aumento das preocupações relacionadas com a China e a Coreia do Norte, segundo o Global Times.

Wook, por sua vez, apenas teria mencionado que seria importante que os aliados mantivessem uma postura de dissuasão e defesa contra a Coreia do Norte, sem se referir à China.

Esta relutância em Seul de confrontar Pequim, em conjunto com os EUA e seus aliados na região, vai ao encontro da opinião de vários observadores sobre o papel da Coreia do Sul nesta situação. Devido à sua enorme dependência econômica e política da China, prevê-se que a Coreia do Sul acabe se distanciando da aliança asiática iniciada pelos EUA para conter a China.

No entanto, no que toca ao Japão, outra peça regional importante para Washington, Antony Blinken, secretário de Estado americano, voltou recentemente a afirmar o apoio dos EUA a Tóquio, se o país for invadido militarmente. Contrariamente à Coreia do Sul, o Japão não parece ter problema em expressar abertamente seu posicionamento ante o gigante asiático, especialmente por ambos terem disputas territoriais sem solução.

Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, aponta que os EUA e o Japão mantêm mentalidade de Guerra Fria e, de igual modo, nota que o comportamento desses dois países apenas resulta em mais caos e até conflitos na região, informa a mídia chinesa.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала