Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Em memória às vítimas: 10º aniversário da grande tragédia de Fukushima

Nos siga no
Em 11 de março de 2011 ocorreu na província de Fukushima o terremoto mais forte da história do Japão.

O terremoto causou danos substanciais ao Japão, destruindo rodovias e linhas ferroviárias e provocando incêndios. Em seguida, um tsunami de 40 metros de altura atingiu a costa nordeste do país.

A pior consequência foi o acidente na usina nuclear japonesa de Fukushima Daiichi, onde ocorreram três explosões durante três dias.

A usina liberou quantidades significativas de radiação, sendo o maior desastre nuclear desde o acidente nuclear de Chernobyl.

Durante a tragédia, 15.896 pessoas morreram, milhares ficaram feridas e mais de duas mil ainda estão desaparecidas.

© AFP 2021 / Jung Yeon-JePassageiros sul-coreanos passam por noticiários sobre a explosão e colapso na usina nuclear japonesa de Fukushima Daiichi na estação ferroviária em Seul, 16 de março de 2011.
Passageiros sul-coreanos passam por noticiários sobre a explosão e colapso na usina nuclear japonesa de Fukushima Daiichi na estação ferroviária em Seul, 16 de março de 2011 - Sputnik Brasil
1/23
Passageiros sul-coreanos passam por noticiários sobre a explosão e colapso na usina nuclear japonesa de Fukushima Daiichi na estação ferroviária em Seul, 16 de março de 2011.
© AFP 2021 / HO / Serviço Aéreo de FotografiaVista aérea de drone para a usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 24 de março de 2011, duas semanas após a tragédia.
Vista aérea de drone para a usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 24 de março de 2011, duas semanas após a tragédia - Sputnik Brasil
2/23
Vista aérea de drone para a usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 24 de março de 2011, duas semanas após a tragédia.
© AP Photo / Wally SantanaIdosas descansam em um centro de evacuação por radiação vazada da usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, Japão, 21 de março de 2011.
Idosas descansam em um centro de evacuação por radiação vazada da usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, Japão, 21 de março de 2011 - Sputnik Brasil
3/23
Idosas descansam em um centro de evacuação por radiação vazada da usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, Japão, 21 de março de 2011.
4/23
Vista aérea para os reatores da usina nuclear japonesa de Fukushima Daiichi, 1975.
© AFP 2021 / HO / Serviço Aéreo de FotografiaVista aérea de drone para a usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 24 de março de 2011, duas semanas após a tragédia.
Vista aérea de drone para a usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 24 de março de 2011, duas semanas após a tragédia - Sputnik Brasil
5/23
Vista aérea de drone para a usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 24 de março de 2011, duas semanas após a tragédia.
© Foto / Domínio Público / Departamento de Energia dos EUAVista aérea para a usina nuclear japonesa de Fukushima Daiichi, 1971.
Vista aérea para a usina nuclear japonesa de Fukushima Daiichi, 1971 - Sputnik Brasil
6/23
Vista aérea para a usina nuclear japonesa de Fukushima Daiichi, 1971.
© AFP 2021 / HO / Serviço Aéreo de FotografiaVista aérea de drone para a usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 24 de março de 2011.
Vista aérea de drone para a usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 24 de março de 2011 - Sputnik Brasil
7/23
Vista aérea de drone para a usina nuclear danificada de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 24 de março de 2011.
© AFP 2021 / HO / TEPCO Reatores danificados da usina nuclear de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 6 de maio de 2011.
Reatores danificados da usina nuclear de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 6 de maio de 2011 - Sputnik Brasil
8/23
Reatores danificados da usina nuclear de Fukushima Daiichi, em Okuma, prefeitura de Fukushima, Japão, 6 de maio de 2011.
© AP Photo / Hiro KomaeRua principal da cidade japonesa de Tomioka, prefeitura de Fukushima, atingida pelo terremoto e tragédia nuclear na usina de Fukushima Daiichi, 19 de agosto de 2011.
Rua principal da cidade japonesa de Tomioka, prefeitura de Fukushima, atingida pelo terremoto e tragédia nuclear na usina de Fukushima Daiichi, 19 de agosto de 2011 - Sputnik Brasil
9/23
Rua principal da cidade japonesa de Tomioka, prefeitura de Fukushima, atingida pelo terremoto e tragédia nuclear na usina de Fukushima Daiichi, 19 de agosto de 2011.
© REUTERS / Kim Kyung-HoonBombeiros procuram desaparecidos após o terremoto de 2011, em Namie, prefeitura de Fukushima, Japão.
Bombeiros procuram desaparecidos após o terremoto de 2011, em Namie, prefeitura de Fukushima, Japão - Sputnik Brasil
10/23
Bombeiros procuram desaparecidos após o terremoto de 2011, em Namie, prefeitura de Fukushima, Japão.
© AP Photo / Hiro KomaeVidros quebrados de portas de uma loja após terremoto, deixados intocados, na rua principal da cidade de Tomioka, prefeitura de Fukushima, Japão, 19 de agosto de 2011.
Vidros quebrados de portas de uma loja após terremoto, deixados intocados, na rua principal da cidade de Tomioka, prefeitura de Fukushima, Japão, 19 de agosto de 2011 - Sputnik Brasil
11/23
Vidros quebrados de portas de uma loja após terremoto, deixados intocados, na rua principal da cidade de Tomioka, prefeitura de Fukushima, Japão, 19 de agosto de 2011.
© AFP 2021 / Toshifumi KitamuraCosta da cidade de Miyako, prefeitura de Iwate, Japão, que foi danificada pelo tsunami de 2011, 18 de fevereiro de 2013.
Costa da cidade de Miyako, prefeitura de Iwate, Japão, que foi danificada pelo tsunami de 2011, 18 de fevereiro de 2013 - Sputnik Brasil
12/23
Costa da cidade de Miyako, prefeitura de Iwate, Japão, que foi danificada pelo tsunami de 2011, 18 de fevereiro de 2013.
© AP Photo / Shizuo KambayashiTrabalhadores olham para uma comporta em construção após alerta de tsunami ser emitido, em Iwaki, prefeitura de Fukushima, Japão, 22 de novembro de 2016.
Trabalhadores olham para uma comporta em construção após alerta de tsunami ser emitido, em Iwaki, prefeitura de Fukushima, Japão, 22 de novembro de 2016 - Sputnik Brasil
13/23
Trabalhadores olham para uma comporta em construção após alerta de tsunami ser emitido, em Iwaki, prefeitura de Fukushima, Japão, 22 de novembro de 2016.
© AFP 2021 / Behrouz MehriCasa e carro abandonados na cidade de Namie, província japonesa de Fukushima, após o terremoto em 2011, 5 de março de 2018.
Casa e carro abandonados na cidade de Namie, província japonesa de Fukushima, após o terremoto em 2011, 5 de março de 2018 - Sputnik Brasil
14/23
Casa e carro abandonados na cidade de Namie, província japonesa de Fukushima, após o terremoto em 2011, 5 de março de 2018.
© AP Photo / Jae C. HongSala de aula de escola primária abandonada cheia de mochilas escolares e outras coisas de alunos deixadas para trás durante evacuações após terremoto de 2011, em Futaba, prefeitura de Fukushima, Japão, 3 de dezembro de 2019.
Sala de aula de escola primária abandonada cheia de mochilas escolares e outras coisas de alunos deixadas para trás durante evacuações após terremoto de 2011, em Futaba, prefeitura de Fukushima, Japão, 3 de dezembro de 2019 - Sputnik Brasil
15/23
Sala de aula de escola primária abandonada cheia de mochilas escolares e outras coisas de alunos deixadas para trás durante evacuações após terremoto de 2011, em Futaba, prefeitura de Fukushima, Japão, 3 de dezembro de 2019.
© AP Photo / Shizuo KambayashiMonumento em memória das vítimas do terremoto de 2011, Namie, prefeitura de Fukushima, Japão, 9 de março de 2020.
Monumento em memória das vítimas do terremoto de 2011, Namie, prefeitura de Fukushima, Japão, 9 de março de 2020. - Sputnik Brasil
16/23
Monumento em memória das vítimas do terremoto de 2011, Namie, prefeitura de Fukushima, Japão, 9 de março de 2020.
© AP Photo / Shizuo KambayashiVista para a cidade de Fukushima da montanha Shinobu, prefeitura de Fukushima, Japão, 9 de março de 2020.
Vista para a cidade de Fukushima da montanha Shinobu, prefeitura de Fukushima, Japão, 9 de março de 2020 - Sputnik Brasil
17/23
Vista para a cidade de Fukushima da montanha Shinobu, prefeitura de Fukushima, Japão, 9 de março de 2020.
© REUTERS / Kim Kyung-HoonLenços amarelos são pendurados com mensagens de apoio para as pessoas nas zonas atingidas pelo terremoto de 2011, em Iwaki, prefeitura de Fukushima, Japão, 10 de março de 2021.
Lenços amarelos são pendurados com mensagens de apoio para as pessoas nas zonas atingidas pelo terremoto de 2011, em Iwaki, prefeitura de Fukushima, Japão, 10 de março de 2021 - Sputnik Brasil
18/23
Lenços amarelos são pendurados com mensagens de apoio para as pessoas nas zonas atingidas pelo terremoto de 2011, em Iwaki, prefeitura de Fukushima, Japão, 10 de março de 2021.
© AFP 2021 / Kazuhiro NogiVelas acesas em memória às vítimas do terremoto de 2011 em cerimônia lembrando os 10 anos da tragédia, em Futaba, prefeitura de Fukushima, Japão, 10 de março de 2021.
Velas acesas em memória às vítimas do terremoto de 2011 em cerimônia lembrando os 10 anos da tragédia, em Futaba, prefeitura de Fukushima, Japão, 10 de março de 2021 - Sputnik Brasil
19/23
Velas acesas em memória às vítimas do terremoto de 2011 em cerimônia lembrando os 10 anos da tragédia, em Futaba, prefeitura de Fukushima, Japão, 10 de março de 2021.
© REUTERS / Behrouz Mehri/PoolPrimeiro-ministro japonês Yoshihide Suga em cerimônia pelo 10º aniversário do desastre, Tóquio, Japão, 11 de março de 2021.
Primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga em cerimônia pelo 10º aniversário do desastre, Tóquio, Japão, 11 de março de 2021 - Sputnik Brasil
20/23
Primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga em cerimônia pelo 10º aniversário do desastre, Tóquio, Japão, 11 de março de 2021.
© REUTERS / Issei KatoPessoas fazem minuto de silêncio em memória das vítimas do terremoto de 2011, Tóquio, Japão, 11 de março de 2021,
Pessoas fazem minuto de silêncio em memória das vítimas do terremoto de 2011, Tóquio, Japão, 11 de março de 2021 - Sputnik Brasil
21/23
Pessoas fazem minuto de silêncio em memória das vítimas do terremoto de 2011, Tóquio, Japão, 11 de março de 2021,
© REUTERS / Kim Kyung-HoonMulher reza pelas vítimas do terremoto de 2011, em Iwaki, prefeitura de Fukushima, Japão, 11 de março de 2021.
Mulher reza pelas vítimas do terremoto de 2011, em Iwaki, prefeitura de Fukushima, Japão, 11 de março de 2021 - Sputnik Brasil
22/23
Mulher reza pelas vítimas do terremoto de 2011, em Iwaki, prefeitura de Fukushima, Japão, 11 de março de 2021.
© AFP 2021 / Jung Yeon-je Ambientalistas sul-coreanos segurando um grande cartaz que diz "Não mais usinas nucleares!" durante um protesto antinuclear para marcar o 10º aniversário do desastre de Fukushima, Seul, 11 de março de 2021.
Ambientalistas sul-coreanos segurando um grande cartaz que diz Não mais usinas nucleares! durante um protesto antinuclear para marcar o 10º aniversário do desastre de Fukushima, Seul, 11 de março de 2021 - Sputnik Brasil
23/23
Ambientalistas sul-coreanos segurando um grande cartaz que diz "Não mais usinas nucleares!" durante um protesto antinuclear para marcar o 10º aniversário do desastre de Fukushima, Seul, 11 de março de 2021.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала