Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

FHC diz sentir 'certo mal-estar' por não ter votado em Haddad contra Bolsonaro

© Foto / Wilson Dias/ Agência BrasilO ex-presidente Fernando Henrique Cardoso durante a palestra "Brasil, Qual Será o Seu Futuro?" (foto de arquivo)
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso durante a palestra Brasil, Qual Será o Seu Futuro? (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 06.03.2021
Nos siga no
Fernando Henrique Cardoso, do PSDB, anulou o voto no segundo turno das eleições presidenciais de 2018. Em autocrítica, o ex-presidente agora afirma que, no mesmo cenário, poderá votar no PT em 2022.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) mostrou arrependimento por ter votado "nulo" no segundo turno das eleições presidenciais de 2018.

Diante do atual governo, FHC afirmou à revista Época que sente um "certo mal-estar" por não ter votado em Fernando Haddad (PT) contra o presidente Jair Bolsonaro - na ocasião candidato pelo PSL e atualmente sem partido.

"A pior coisa é você ser obrigado a não ter escolha. Ao não ter escolha, permite o que aconteceu: a eleição do Bolsonaro. Teria sido melhor algum outro? Provavelmente, sim. Pergunta se eu me arrependo? Olhando para o que aconteceu com o Bolsonaro, me dá um certo mal-estar não ter votado em alguém contra ele", disse Cardoso.
© Foto / Ricardo Stuckert / Instituto LulaEncontro entre Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo
FHC diz sentir 'certo mal-estar' por não ter votado em Haddad contra Bolsonaro - Sputnik Brasil, 1920, 06.03.2021
Encontro entre Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo

O ex-presidente afirmou que foi a primeira vez em que anulou o voto. "Embora eu reconheça que o outro lado tinha mais sensibilidade social do que o Bolsonaro [...] Mas tinha medo que houvesse uma crise muito grande financeira e econômica e rachasse ainda mais o país", contou.

Apesar de não acreditar que um segundo turno entre PT e Bolsonaro se repetirá em 2022, FHC admitiu que poderá votar no Partido dos Trabalhadores se o cenário se concretizar.

Segundo ele, este voto "depende de quem do PT seria capaz de levar o país. Espero que não se repita esse dilema. Pouco provável que se repita", disse.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала