Itália barra exportação de 250 mil vacinas da AstraZeneca para a Austrália

© Sputnik / Vladimir TrefilovSeringas e logo da farmacêutica AstraZeneca
Seringas e logo da farmacêutica AstraZeneca - Sputnik Brasil, 1920, 04.03.2021
Nos siga noTelegram
A Comissão Europeia e a Itália bloquearam o embarque de um lote de 250 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, que iria para a Austrália.

O bloqueio foi autorizado em virtude de a empresa fabricante das vacinas não ter cumprido seus compromissos contratuais com a União Europeia (UE), segundo disseram duas fontes à Reuters nesta quinta-feira (4).

As fontes disseram que a AstraZeneca solicitou permissão do governo italiano para exportar o lote de vacinas a partir de Anagni, perto de Roma, onde o grupo norte-americano Catalent trabalha na finalização das injeções da AstraZeneca.

O governo italiano recusou a solicitação, e a Comissão Europeia apoiou a decisão. Segundo uma fonte da União Europeia em Bruxelas, as autoridades nacionais têm a palavra final em questões como estas.

Nesta quarta-feira (3), o primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, disse à presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, que o continente europeu precisa de mais rapidez na aquisição de vacinas contra a COVID-19.

Os países da UE começaram a vacinação no final de dezembro, mas estão avançando em um ritmo muito mais lento do que outras nações, como Israel e Reino Unido. As autoridades atribuíram esta lentidão ao reduzido abastecimento de vacinas com os principais fabricantes.

© REUTERS / YVES HERMANUrsula Von Der Leyen
Itália barra exportação de 250 mil vacinas da AstraZeneca para a Austrália - Sputnik Brasil, 1920, 04.03.2021
Ursula Von Der Leyen

Em janeiro, a AstraZeneca reduziu seus fornecimentos para a UE no primeiro trimestre para 40 milhões de doses, em vez dos 90 milhões previstos no contrato. Mais tarde, disse que cortaria as entregas em mais 50% no segundo trimestre.

A justificativa da empresa é que há uma enorme demanda global pela vacina, e países de fora da Europa também precisam ser abastecidos.

Acredita-se que a proibição desta quinta-feira (4) seja a primeira vez que a Europa impede as exportações de vacinas para um país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала