Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

COVID-19: 2 pessoas morrem na Coreia do Sul após tomar vacina da AstraZeneca

© AP Photo / Lee Jin-manMulheres usando máscaras faciais como precaução contra o coronavírus caminham perto da exibição do logotipo da capital da Coreia do Sul, Seul
Mulheres usando máscaras faciais como precaução contra o coronavírus caminham perto da exibição do logotipo da capital da Coreia do Sul, Seul - Sputnik Brasil, 1920, 03.03.2021
Nos siga no
Coreia do Sul está investigando a ligação entre a morte de duas pessoas e a vacinação com o imunizante da AstraZeneca.

A Coreia do Sul está investigando a morte de dois pacientes idosos após tomar a vacina da AstraZeneca, ambos os pacientes tinham comorbidades, informou a agência Yonhap, citando órgãos de saúde.

O primeiro caso ocorreu com um paciente de um hospital de cuidado de idosos na cidade de Goyang. O homem de mais de 50 anos de idade foi vacinado em 26 de fevereiro, tendo sido internado na terça-feira (2) com insuficiências cardíaca e respiratória. O tratamento resultou em efeitos positivos, e o estado de saúde dele melhorou.

No entanto, os sintomas se repetiram na quarta-feira (3), ocasionando morte do paciente, que tinha problemas cardíacos e diabetes, e já tinha sofrido um acidente vascular cerebral (AVC).

O outro paciente, de 63 anos, faleceu em um hospital de cuidado de idosos na cidade de Pyeongtaek, na quarta-feira (3), quatro dias após ter tomado a vacina. O paciente enfrentava uma doença cerebrovascular, e depois passou a sentir efeitos colaterais como febre, pneumonia e sepse.

Apesar do tratamento, seu estado só piorou, o que o fez ser transferido para um hospital comum, onde morreu.

As autoridades investigam ambas as mortes, procurando possível relação com a vacina da AstraZeneca.

Ao todo, a Coreia do Sul já registrou 207 casos de efeitos colaterais depois da vacinação, o que é 0,24% de 87428 vacinados em solo sul-coreano. A vacinação com o imunizante da AstraZeneca começou em 26 de fevereiro na Coreia do Sul. O primeiro lote da vacina da Pfizer/BioNTech começou a ser a aplicado em 27 de fevereiro em funcionários de saúde que trabalham com a COVID-19.

O primeiro-ministro da Coreia do Sul, Chung Sye-kyun, pediu aos órgãos de saúde para considerar aprovação do uso da vacina da AstraZeneca em maiores de 65 anos. O imunizante foi aprovado para a vacinação de pessoas de 18 a 65 anos na Coreia do Sul. A decisão será tomada quando a AstraZeneca apresentar os dados adicionais de testes clínicos de pessoas deste grupo de idade no início de abril.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала