Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Governadores pedem liberação rápida para produzir Sputnik V no Brasil

© AP Photo / Eraldo PeresLaboratório União Química produz vacina russa contra COVID-19, Sputnik V, em projeto-piloto, Brasília, 25 de janeiro de 2021
Laboratório União Química produz vacina russa contra COVID-19, Sputnik V, em projeto-piloto, Brasília, 25 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 02.03.2021
Nos siga no
Representantes de 18 estados e do Distrito Federal visitaram, nesta terça-feira (2), a fábrica da farmacêutica União Química, no Distrito Federal, responsável pela produção da Sputnik V no Brasil.

Os governadores dos estados que estiveram presente na visita querem a liberação rápida da vacina russa para que o início da produção em larga escala ocorra logo. As informações foram publicadas pela Agência Brasil.

A União Química é responsável pela produção do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) do imunizante.

"Isso se soma à estratégia de garantir a vacinação do grupo de maior risco até [no máximo] o mês de abril, início de maio", disse o governador do Piauí, Wellington Dias.

Técnicos do Ministério da Saúde acompanharam a visita às instalações da União Química e afirmaram que estão com o contrato da Sputnik V em mãos. Se a compra for autorizada, dez milhões de doses prometidas para março chegarão direto da Rússia prontas para serem utilizadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI).

"Acredito que vão ter condições de início de produção no mês de abril, com capacidade de oito milhões de doses ao mês. Com base nisso [queremos saber] o que é possível, além do que já está contratado, o que é possível acrescentar de entrega entre abril e julho para que, com isso, a gente possa estar com mais vacinas para mais cedo imunizar os brasileiros", acrescentou Wellington Dias.

O governador do Piauí afirmou ainda que a União Química deve apresentar até semana que vem um cronograma para a produção própria da Sputnik V. O documento será apresentado durante o Fórum de Governadores.

A Sputnik V ainda não foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, portanto, ainda não pode ser aplicada de forma emergencial no Brasil.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала