Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Brasil ultrapassa marca de 254 mil mortes por COVID-19

© AP Photo / Andre PennerFuncionária caminha para UTI da Santa Casa, hospital na cidade de Jaú, em São Paulo, que opera com capacidade máxima devido à pandemia da COVID-19
Funcionária caminha para UTI da Santa Casa, hospital na cidade de Jaú, em São Paulo, que opera com capacidade máxima devido à pandemia da COVID-19 - Sputnik Brasil, 1920, 27.02.2021
Nos siga no
A média móvel de mortes dos últimos sete dias bateu novo recorde e chegou a 1.180. Com 50.840 novos diagnósticos registrados em um dia, a quantidade de casos no país já é superior a 10,5 milhões.

O Brasil registrou, neste sábado (27), 1.275 mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas, atingindo um total de 254.263 óbitos, um dia depois de completar um ano do primeiro caso oficial identificado no país. Foram 50.840 novos diagnósticos confirmados, totalizando agora 10.508.634 de casos.

Os números, divulgados pelo consórcio de veículos de imprensa com base em dados das secretarias estaduais de Saúde, foram consolidados às 20h deste sábado (27) e não incluem os possíveis casos de Roraima, que não foram informados até este horário.

A média móvel de mortes nos últimos sete dias chegou a 1.180, batendo novo recorde. A variação foi de 7% na comparação à média de 14 dias atrás, o que ainda indica tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

© AP Photo / Eraldo PeresManifestantes protestam pelo acesso à vacina contra COVID-19 em Brasília, 21 de fevereiro de 2021
Brasil ultrapassa marca de 254 mil mortes por COVID-19 - Sputnik Brasil, 1920, 27.02.2021
Manifestantes protestam pelo acesso à vacina contra COVID-19 em Brasília, 21 de fevereiro de 2021

No número de casos, a média móvel dos últimos sete dias foi de 52.910 novos diagnósticos por dia, uma variação de 19% em relação ao registrado há duas semanas. Nesse caso, a taxa indica tendência de alta nos diagnósticos, que estava em estabilidade havia 35 dias.

O Distrito Federal e 11 estados estão com alta no número de mortes. São eles Bahia, Paraíba, Rio Grande do Sul, Acre, Maranhão, Pará, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraná, Santa Catarina e Piauí.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала